Quem ta no jogo com o RZO? - #submundodosom

Posts

quarta-feira, 12 de julho de 2017

Quem ta no jogo com o RZO?


Salve! 10 anos depois e podemos gritar “Ooo o RZO voltou!”, Helião, Sndrão e DJ Cia estão juntos novamente, dessa vez aliados a MC Calado e Nego Jam, o grupo se desfez em 2004 e se juntaram em 2014, para agora em 2017 lançar o novo disco Quem ta no Jogo? após 30 anos de fundação do grupo. (isso mesmo 30 primaveras, o RZO data de 1987!)

O álbum já começa pesado com uma “Intro” pesada, ao bom estilo anos 90, mostrando para que que álbum veio. O segundo cartão de visita é a faixa seguinte “As Armas Que Matam” num rap de protesto e denuncia que cai bem numa época de MC’s que só falam do próprio umbigo. A faixa três traz outra vertente que os rap’s atuais parecem ter esquecidos, que é a crônica, narrativa com a sensibilidade de histórias amargas, mas que inspiram e forjam caráter, que é o caso de “Maria Luiza”, e tem participação de Billy SP.

A música quatro, traz velhas vozes em novos beats, “Rap É Isso Ai”, que traz a participação do Rael (da Rima) com seu flow inconfundível numa canção que tem o DNA do RZO, com uma batida mais contemporânea, com menor presença dos bumbos, mas que a forma de rimar lembra, e muito, os clássicos do grupo.

A faixa 05, é a “Revolta dos Humildes”, que já começa com sample e scratch, outra coisa em falta no rap, a música tem participação de Nino Cobra. Também no estilo “velhas vozes em novos beats”, numa pegada mais trap, com riffs de guitarras, e rap de protesto.

A faixa 06, assim como as faixas 12 e 19, se chamam “Skit”, (1,2 e 3) e são audios que os fãs do RZO enviaram por whastssap para o grupo, que fez uma montagem com os “salves” e criou faixas para homenagear os fãs que prestaram sua homenagem ao grupo, sacou? O Skit 2 na verdade, é mais uma vinheta com participação de Bone Thugs & Harmony.

Jovens a Frente do Tempo” foi uma das faixas antecipadas pra galera antes do lançamento do disco, como forma de divulgação, com instrumental marcante, Helião e Sandrão chegam pesado dando uma puxada de orelha na mulecada, para tomarem cuidado com o crime. Destaque para os becking vocal do Calado. A faixa seguinte é a “Trafico”, com aquelas intro tipicas dos anos noventa que parecem extraídas de um noticiário, o boombap marca o ritmo, com as participações de Nino Cobra, Lino Krizz & Junior Dread. “Orelhada”, é a música 09, que começa com uma guitarra pesada, como a batida que vem é seguida, ótima presença de Nego Jam.

A faixa 10, é a “Destinos”, que tem a voz da Negra Li e a participação do Criolo, que adota uma levada mais “agressiva”. Calado também faz ótimo vocal nessa faixa. A música também foi trabalhada em divulgação antes do lançamento do disco. “A Viagem” é a faixa 11, que começa num beat tenso e envolvente, numa levada cantada de Nego Jam, a faixa flerta com o trap que tem o peso da voz de Sandrão. “Algo Me Tira o Foco”, narra a luta interna de helião com o tema, outra faixa com beats contemporâneos e uma levada cantada de Calado que apróxima o RZO da nova escola, mostrando que o grupo está atualizado.

Paz em Meio ao Caos”, é a faixa quatorze, e traz Bone Thugs & Harmony com o time do RZO, música ganhou um vídeo clipe com várias participações especiais como DBS, João Gordo e Ice Blue. “Uma Multidão Rumo a Solidão” com presença do Sombra, em um novo boombap que lembra o passado, principalmente com os efeitos feitos pelo Sombra que lembram a parceria com o Bastardo.

A faixa 17 é a “Quem Ta No Jogo”, numa batida mais dançante e clássica que vem pra falar de hip hop e puxar a orelha dos MC moleque que se acham os reis da cena, como Sandrão já inicia: “Oh baixa bola, você vai ver aqui é nois, somos homens de vez, seja malandro ou boy, pro rap conquistar irmão chega de postar bobagem …”. A próxima música é “Corrida”, numa faixa de tirar o folego, que Helião rima sobre as linhas de chegada da vida, mas que para alcança-las tem uma corrida que não é mole, então vamos nos empenhar.

O disco finaliza com o “Lado Negro da Força”, música que os fãs já conheciam, pois havia saído em um EP do Sandrão, durante os anos de divórcio do RZO, mas a música chamava a atenção por ter a presença de Helião na track, numa faixa intergalática para usar o universo todo como analogia nessa poesia de outro mundo.

Abaixo confira o disco da Rapazia da Zona Oeste, e aproveite para soltar o grito: “OOooO o RZO voltou!!!”


Nenhum comentário:

Postar um comentário