Charlie Brown Jr é Ritmo, Ritual e Responsa - #submundodosom

Posts

quarta-feira, 9 de agosto de 2017

Charlie Brown Jr é Ritmo, Ritual e Responsa

Em 2007 Chorão estava a todo vapor, lançou o filme “O Magnata” o qual foi roteirista e o disco Ritmo, Ritual e Responsa, que vamos falar aqui, que foi composto para ser a trilha sonora do filme. O álbum é o nono da banda, é o segundo que leva a formação nova do Charlie Brown Jr, com Thiago Castanho, Heitor Gomes e André Pinguim Ruas. O trampo com 23 faixas traz uma porrada de participações especiais como do rapper MV Bill, o qual o Chorão já havia feito participação, João Gordo do Ratos do Porão, Furfun, Paranormal Attack, Lobotomia e Electro Rock.

O álbum abre com “Pontes Indestrutíveis” que já chegou sendo um clássico, sempre requisitada, numa levada ao estilo reggae, praiero, como o Charlie Brown Jr sempre vez em sua trajetória como em “Quinta Feira”, “Zóio de Lula”, “Não É Sério” ou “Tamo aí na Atividade”, a letra é forte, reflexiva, política, de protesto, com o DNA das grandes bandas dos anos 90:

“Eu faço da dificuldade
A minha motivação
A volta por cima
Vem na continuação
O que se leva dessa vida
É o que se vive, é o que se faz
Saber muito é muito pouco
"Stay Will" esteja em paz”

Na sequência vem a música “O que Ela Gosta é de Barriga”, numa mescla de ska com hardcore, num tema mais escrachado, falando de praia como nos primeiros álbuns da banda:

“Ouvindo um som, tomando sol e olhando o mar
Com água na boca esperando ela passar
Eu não me importo de levar suas toalhas
Se você ficar molhada eu tô aqui pra enxugar
Do que ela gosta
Eu tenho até demais”

A terceira faixa é “Não Viva em Vão” numa pegada hardcore é com ótimos riffs de guitarra, numa vibe positiva que é a cara dá banda:
“Uma vida sem amor é uma vida sem sentido
Estarei feliz aonde for
Se você estiver comigo
A vida já me derrubou a vida já me deu abrigo
Mas a vida já me situou
Que a solidão não faz sentido”

Em seguida vem a faixa “Ritmo, Ritual e Responsa” num estilo mais hip hop, porém sem toca discos só na guitarra mesmo, a letra carregada deixa o clima bem sofisticado:

“Quanto vale a paz? quanto vale o sossego?
Valor inestimável minha paz não tem preço
Bem diferente do que muita gente pensa
Realista, cabeça feita. então quanto vale a paz?
Quanto vale o sossego? Valor inestimável minha paz não tem preço
Bem diferente do que muita gente pensa realista, cabeça feita”

A quinta track é “Be MySelf” que deixa o tom bem pesado, num rap com instrumentos ao estilo da faixa anterior, porém bem mais tensa, trazendo a forte presença da guitarra e refrão marcante que virou palavra de ordem:

“Quando vem da rua,
que é sua, que é minha, que é de ninguém
É tudo uma ilusão e você sabe muito bem
Impunidade, hipocrisia, dançam de mãos dadas
O hino nacional de uma nação condenada
A sociedade prega o bem
Mas o sistema só alimenta o que é mal
Se a nossa cara é prosperar,
o povo tem que evoluir també
m”

Já na faixa 6, foi outro hit do albúm, “Uma Criança com o seu Olhar”, numa pegada mais romântica e melódica e com riffs marcantes, poesia inspirada do Chorão:

“Existe um dom natural que todos temos
Nossas escolhas vão dizer pra onde iremos
Mas se for pra falar de algo bom
Eu sempre vou lembrar de você”

A próxima música é o excelente instrumental “Liberdade é tudo”, que lembra a pegada de um jazz improvisado, com uma bassline apaixonante e batucada nervosa num som bem urbano.

Na próxima faixa o Forfun cola com o Charlie Brown para “O Universo a Nosso Favor” numa mistura de rock alternativo e skate punk, com tema romântico, as bandas seguem:

“Meus olhos hoje brilham mais
O mundo roda e tudo muda num instante
Procure a luz que vai te libertar
Eu vejo aprendo e sou capaz
De transformar o medo em algo irrelevante
Sem grades pra me aprisionar”


A música seguinte “Ninguém Entende Você”, o Charlie Brown Jr deixa o clima tenso, com um baixo pesado e uma bateria sinistra e toda ira punk do Chorão no vocal:

“Somos herdeiros da evolução mas se o mundo é tão desumano será essa ilusão a nossa herança Não somos problemas sem solução mas se o mundo é tão desumano será essa ilusão a nossa herança”

Track 10 é o instrumental “Quando Tudo Aconteceu”, som experimental que mescla o rock pop com o trash, com sonorização que parece freios bruscos de veículo em alto movimento, numa metáfora para a música.

Beco sem saída” próxima música, mais lenta, com o baixo marcando e a bateria no plano de fundo, Chorão chega pesado na poesia, trazendo autoestima, mesmo o som sendo mais melódico:

“Mas todos vivemos dias incríveis
Que não passam de ilusão
Todos vivemos dias difíceis
Mas nada disso é em vão”

Faixa 12 é “Sem Medo da Escuridão” que mescla heavy metal e rape traz o peso do MV Bill, que mostra sua versatilidade em um refrão ao estilo miami base para falar de baixada: “ Somos da baixada sem neurose pode crer /Charlie Brown de Santos, MV da C.D.D.”, o verso destaque vai pra:

“Mas em vez de falar, então faça algo que preste
Muda, luta, move essa bunda
Cria coragem, larga dessa vida imunda
Porque a culpa é de quem tem a culpa
E não quem leva a culpa, a culpa é desse bando de filha da puta
Que suga o suor e o sangue do povo, que enganaram você e ainda vão fazer de novo”

A canção seguinte é “Nua, Linda e Inigualável”, um trampo diferente de tudo que o Charlie Brown já fez, mas ao mesmo tempo tem a pegada e o DNA dos caras. A música tem o peso da guitarra, mas trata-se de uma música eletrônica, em parceria com Xangaii, do grupo português Paranormal Attack.

“A indignação nunca foi comovente
Eu também to bolado pelo que andam sentindo
Porque tanta angústia ? por que tanta dor ?
Sou um guerreiro que canta com amor
Mas eu vejo o amor o tempo todo
Eu quero ela em clima quente
Nua, linda, inigualável, minha puta insaciável…”

O bom e velho punk rock se faz presente na faixa “Vida de Magnata” em que Chorão divide os vocais com João Gordo, com sample retirado diretamente do filme, na voz de Marcelo Nova, que fala sobre o Magnata do filme, enquanto Gordo e Chorão detonam o estilo de vida da especie:

“Eu não consto na lista de nenhum filha da puta
Que convida a escória pra comemorar
Exuberantemente imundo o seu mundo
Chique pra caralho
Eu nunca vou me igualar
Vida de magnata
Mordomia e mesa farta
Futilidade que alimenta a desgraça
Enquanto o povo se mata

Próxima track, a música “Que Especie de Verme São Vocês” segue a pegada da faixa anterior, num hardcore alucinado que só desacelera nas levadas do Chorão. A música é quase toda levada pelo Markon do Lobotomia, que chega chegando com versos notáveis logo de cara:

“Cuspindo regras na minha cara, eu vomito em etiqueta
Sociedade de consumo, desigualdade social
Chega de fingir sem saber pra onde ir
Tente acordar desse sonho pessoal
Que espécie de vermes são vocês?”

A próxima música é um instrumental “Buscando um Novo Rumo” onde os instrumentos parecem cada qual tocar sua própria música, mas o conjunto da obra se conversa, trazendo uma das mais belas músicas do disco.

Na track 17, “Vivendo a Vida Numa Louca Viagem” a participação fica a encargo do Sacramento MC’s e do DJ Renatinho no remix. A letra é uma releitura da música Green Goes, que saiu no disco Imunidade Musical, de 2005, porém a primeira parte da letra é inédita e Chorão vem no rap:

“Eu costumava andar de skate na velocidade
A sensação de liberdade, gostava do vento
Eu costumava acreditar em todo mundo
Que as coisas eram fáceis, que tudo tinha jeito
Mas o tempo vai passando e a gente vai aprendendo,
Tropeçando, caindo, se levantando, correndo
O mundo evoluindo e alguns em decadência,
Alguns evoluindo e o mundo em decadência”

Curva de Hill” traz uma tensão que mescla HC, trash e heavy metal, numa música rápida e letra refexiva:

“Numa sessão com meus irmãos,na ladeira a um milhão
Eu vou a mil mais de mil, sou Curva de Hill
Sou um louco do asfalto, adrenalina a todo alto
Maloqueiro quando tem estilo rouba cena de assalto
Somos de uma geração que já rompeu barreiras
Nós tivemos que nos criar
Somos de uma geração que já rompeu muitas barreiras
Nós tivemos que nos criar”

A música seguinte é “Direto e Reto” onde a bateria vem sem a presença marcante do bumbo e caixa, mas com baixo marcante, primeira parte da letra é uma releitura da música “Eu vim de Santos, sou Charlie Brown”, do album Tamô ai na Atividade, de 2004. Já a segunda parte, Chorão chega pra:

“Eu vim aqui pra vadiar tomar uma breja com os amigos
Na coletividade, todo mundo unido
Sangue bom é sangue bom
Direto e reto sempre
Se tiver do meu lado
Pode crê que é boa gente”

Skateboard Amor Eterno” traz participação especial do grupo Sacramento MC’s, mas diferente das ultimas versões, mais para o lado do rap, a faixa de numero 20 vem para manter a veia punk do álbum, mesclando inglês e português a música vem pra dar o recado: “já lancei no muro, rabisquei no caderno, tatuei na pele, SKATEBOARD AMOR ETERNO!”:

“Tô mais perto da revolta do que da revolução
Conspiração do novo joga irmão contra irmão
Eu não saio do movimento, sou um cara do movimento
Que faz acontecer, não tá perdido no vento!”

Chegamos na faixa 21, que é um instrumental, levado pelo Heitor, “Café Foudation” que lembra as improvisações de jazz enquanto que a bateria de Graveto acompanha mais timidamente, uma ótima música.

A penúltima música é “Paranormal” que também segue uma pegada de música eletrônica, com guitarra marcante e um beat pulsante fazendo a música dançante, com remixes do Xangaii, do Paranormal Attack, porém a letra é consciente e tem forte cunho politico:

“Na vida tudo se baseia na confiança
Tamo aí na luta sem perder a esperança
Você corre comigo porque sabe quem eu sou
Mais um sobrevivente que o sistema lesou
Eles falam em crescimento e não fortalecem o povo
Enganaram você e ainda vão fazer de novo
Vão fazer de novo”

Fechando o disco Ritmo, Ritual e Responsa, temos a canção “Senhor do Tempo” numa versão Ao Vivo, gravada em show no Expresso Brasil, na zona leste de sampa, musica que originalmente compõe o disco “Imunidade Musical”, de 2005 e que dispensa comentários.

Resumo das Faixas
  1. Pontes Indestrutíveis — 3:32
  2. O Que Ela Gosta é de Barriga” — 1:51
  3. 3. Não Viva em Vão — 3:54
  4. Ritmo, Ritual e Responsa — 3:45
  5. Be Myself — 4:33
  6. Uma Criança com Seu Olhar — 4:13
  7. Liberdade É Tudo — 1:43
  8. O Universo a Nosso Favor — 4:22
  9. 9.”Ninguém Entende Você” — 3:09
  10. Quando Tudo Aconteceu — 2:15
  11. 11.”Beco Sem Saída” — 3:57
  12. Sem Medo da Escuridão — 5:44
  13. Nua, Linda e Inigualável — 3:10
  14. Vida de Magnata — 2:44
  15. Que Espécie de Vermes São Vocês? — 2:03
  16. Buscando um Novo Rumo — 2:41
  17. Vivendo a Vida Numa Louca Viagem — 5:20
  18. Curva de Hill — 1:36
  19. Direto e Reto Sempre — 2:46
  20. Skateboard Amor Eterno — 3:54
  21. Café Foundation — Heitor1:23
  22. Paranormal — 4:42
  23. Senhor do Tempo — 3:47

Nenhum comentário:

Postar um comentário