Resenha de Discos

[Resenha de Disco][bsummary]

Se Liga!

[Que Loko][bigposts]

Internacional

[Internacional][twocolumns]

10 Discos que Completaram 20 Anos em 2017

Em 1997, grandes álbuns clássicos da nossa música foram lançados, mostrando uma força da produção nacional dos anos 90. O Submundo do Som listou 10 discotecas em 2017, mais 20 anos de trajetória, se liga aí:

1. Sobrevivendo No Inferno - Racionais MC's

Quinto álbum de estúdio do grupo formado por KL Jay, Ice Blue, Edi Rock e Mano Brown, com produção de Gertz Palma e dos Racionais MC's, gravado por Cosa Nostra o disco segue com um dos mais importantes do rap nacional, pois mostra a Veia Gangsta do grupo em temas tabus para época como racismo, desigualdade social, violência policial eo sistema carcerário. O disco segue como inspiração para muitos grupos de rap.

2. Transpiração Continua Prolongada - Charlie Brown Jr
Disco de estreia da banda de Santos, formada por Chorão, Champignon, Marcão, Thiago e Pelado, com uma sonoridade única o Charlie Brown Jr mistura o rock com ska, reggae, hardcore eo rap, trazendo participações inclusivas de PMC e DJ Deco, grandes clássicos da banda saíram desse álbum, como "Proibida Pra Mim", "O Coro Vai Comer", "Quinta Feira" e "Tudo Que Ela Gosta De Escutar".

3. Os Cães Ladram, Mas A Caravana Não Pará - Planeta Hemp
 Segundo disco da banda carioca, o Planet Hemp ganhou o mundo com suas fortes letras que pedem uma descrição da maconha, bandeira que causou inúmeros problemas para o grupo como cancelamento de shows e até um prisão do grupo, a seguir o título: "Os Cães Ladram Mas A Caravana Não Para ". O vocal BNegão gravou o disco, mas deixa uma banda para seguir carreira com o Funk Fuckers, sendo substituído por Black Alien, e retornando para o terceiro álbum da banda.

4. Lapadas do Povo - Raimundos
Nesse álbum dos Raimundos deixa de lado como músicas esculturais, e adotam uma postura mais séria, o que foi considerado da versão "forrócore". O disco é o quarto da banda, com produção no estrangeiro, uma carga de Mark Dearnley, que produziu também Motorhead, AC / DC e Paul McCartney e tem uma capa de imagem de uma parte traseira de caminhão, foto tira na Califórnia pelo rodie da banda. Nesse trabalho os Raimundos tiveram um flerte maior pelo metal alternativo e groove metal.

5. RZO - RZO
Em 1997 o RZO ​​lançou um álbum, que carrega o nome da banda, que consistia em juntar todas como músicas já feitas pelo grupo, pois muitos singles já haviam sido lançados, e entrou nessa coletânea, também, como músicas do LP O Trem: " Pirituba "e" O Trem ", e também como músicas do álbum Vida Brasileira, o primeiro registro do grupo. Vale lembrar que nesse momento o DJ Cia ainda não fazia parte do grupo.

6. Thaíde & DJ Hum - O Começo 87/91 - Thaíde & DJ Hum
Em 1997, uma dupla Thaíde e DJ Hum lançam uma coletânea que visa revisitar uma carreira dos artistas, o disco: O Começo 87/91. Que marca a partir de uma dupla se conheceu, passando pelo prêmio LP Hip Hop Cultura de Rua, lançado por Eldorado, ou disco Pergunte a Quem Conhece eo álbum Hip Hop Na Veia de 1990. Com 17 faixas, sendo um remix de "Corpo Fechado ", O disco mostra o que de melhor Thaíde e DJ Hum produzi no período que dá o nome ao álbum.

7. Cadeia Nacional - Pavilhão 9
Disco que tem na capa a emblemática máscara que se tornou símbolo da banda. Esse é o quarto disco da banda eo projeto de fato o Pavilhão 9 para o restauração do Brasil, como produção de Edu K e Beto Machado, o disco com participação de Marcelo D2 e ​​da Nação Zumbi na música "Bem Bolado", Uma forma de homenagear Chico Science, que faleceu pouco antes do P9 entrar em estúdio para a gravação do Cadeia Nacional.

8. Faces do Subúrbio - Faces do Subúrbio
Faces do Subúrbio vem com um disco que mescla o rap com hardcore ea embolada, trazendo como raízes nordestinas, neste caso a veia pernambucana, com um World Músic. Faces do Subúrbio é um disco independente que marca uma estreia do grupo, não há mais anos atrás disco para reluzente pela gravadora MZA Universal. O álbum tem 8 faixas e apresenta uma ótima dobradinha entre os rappers Tiger e Zé Brown, com sucessos como "Crime Acima da Lei", "Críticas e Críticas" e "Homens Fardados".

9. Quebra Cabeça - Gabriel, o Pensador
Gabriel o Pensador chega com seu terceiro disco, ou álbum clássico da Quebra Cabeça, lançado pela Sony Music, e produzido por Memê, o disco teve mais de 1,5 milhões de cópias vendidas, gerando uma disco de platina e outro de ouro, e Tem como principais faixas "2345meia78", "Dança do Desempregado", "Cachimbo da Paz". O álbum tem elementos que fogem da estética comum do rap, como como guitarras mais voltadas ao rock, sendo um dos trabalhos mais elogiados dentro e fora do hip hop.

10. Agora Tá Valendo - Devotos Ódio
Devotos do Ódio, grupo de Recife, de punk rock, teve sua estreia com o disco Agora Tá Valendo, que teve o assinada por Lúcio Maia, guitarrista da Nação Zumbi. O disco tem 18 faixas com muito Hardcore e Punk Rock, e ajudou o Devotos a se tornarem conhecidos e levou para todo o Brasil o nome da comunidade do Alto José do Pinho. O registro levou novidades até uma conclusão, com muitas frustrações até a sua conclusão em 1997.

Nenhum comentário:

Postar um comentário