TOP 10 Discos, na visão dos convidados do Submundo Do Som - #submundodosom

Posts

domingo, 21 de janeiro de 2018

TOP 10 Discos, na visão dos convidados do Submundo Do Som


O Submundo do Som convidou uma galera para listar os 10 melhores discos de sua vida, independente do estilo, independente da nacionalidade. Ao todo foram 13 artistas relacionados ao hip hop, de todos os elementos: break, graffiti, MC's e Djs, além de jornalistas ligados no movimento. Então vamos conferir os discos que influenciaram essa galera, se liga aí:

Noticiário Periférico


Noticiário Periférico, através de Anderson Hebreu, site especializado em rap, e um dos portais mais qualificados e de maior credibilidade do Brasil, listou o seu TOP 10 de discos, trazendo álbuns cantados em língua portuguesa, a grande maioria aqui do Brasil, mas lembrando também dos manos de Portugal e Moçambique, confere aí:

1.      Sobrevivendo no Inferno (1997) - Racionais MC
2.      Rap ​​Das Quebradas (2001) - De Menos Crime
3.      Não Du Cor Duco (2000) - Kamau  
4.      Nutrição Espiritual (2015) - MCK
5.      Serviço Público (2006) - Valete
6.      Pra Quem Já Mordeu Um Cachorro Por Comida, Até Que Eu Cheguei Longe (2009) – Emicida
7.      Cubaliwa (2013) - Azagaia
8.      Assim Caminha a Humanidade (2000) - Thaíde & Hum
9.      CPI da Favela (2000) - GOG
10. Nada Como Um Dia Depois Do Outro Dia (2002) - Racionais MC's




Preto Jorge Antagonista



Preto Jorge Antagonista é repeiro nascido na cidade de Macapá. "Mafioso", integrante do coletivo de MC's Máfia Nortista, há alguns anos presente na cena do RAP Amapaense, após os lançamentos de alguns singles e vídeo clipes jogou na rua seu primeiro disco, o "Visão Periférica" pelo selo Nois Pur Nois Rec, tendo ótima aceitação no cenário do rap nortista. Confere essa lista:

1.      CPI Da Favela (2000) – GOG
2.      Meu Rap É Assim (2004) - PMC 
3.      A Peste Negra Do Nordeste (2003) - Clã Nordestino 
4.      Dinheiro, Sexo, Drogas e Violência De Costa A Costa (2007) - Costa A Costa 
5.      Minha Vida, Meu Problema (2009) - Máfia Nortista 
6.      Agonia Do Morro (2003) - Consciência Humana
7.      Passanuspano (2007) - Sexto Sentido 
8.      Utopia (Se Fosse Sempre Assim) (1998) – DJ Jamaika
9.      O Poder Nas Mãos (2008) - Visão De Rua
10. Respeito A Quem Merece (1998) - Cirurgia Moral 



DJ Neew Omnira



O Dj, beatmaker e produtor Neew do grupo Omnira, que também faz parte também do coletivo Shuriken e do site Bocada Forte, vulgo de Nilton Francisco de Oliveira trouxe um top 10 bem diversificado, com muito rap e música brasileira de raiz:

1.      Sobrevivendo No Inferno (1997)  - Racionais MC’s
2.      Non Ducor Duco (2008)  - Kamau
3.      The Listening (2003)  -  Little Brother
4.      Obaluayê (1957) - Orquestra Afro Brasileira
5.      A Tabua de Esmeralda (1974)  - Jorge Bem
6.      Seja Como For (1999)  - Xis
7.      Evolução É Uma Coisa (2003)  -  RZO
8.      Arthur Verocai (1972)  - Arthur Verocai
9.      Me Against The Word (1995)  -  2 Pac
10. Òpera Oblíquia (2006)  - Mzuri Sana



Fábio Q.



Representante do graffiti, vem Fábio Q, que também é ilustrador, quadrinhista, artista plástico e escritor. Fábio trouxe uma lista que influenciou a sua vida, confere aí o TOP 10, com muita influência do rock e rapcore, que o maluco fez pra nós:

1.      Fresh Fruit for Rotting Vegetables (1980) - Dead Kennedys
2.      Cabeça Dinossauro (1986) - Titãs
3.      The Doors (1967) - The Doors
4.      Raio X Brasil (1993) – Racionais MC’s
5.      Fear of a Black Planet (1990) – Public Enemy
6.      Roots (1996) - Sepultura
7.      Paul’s Boutique (1989) - Beastie Boys
8.      Goo (1990) - Sonic Youth
9.      Rage Against the Machine (1992) - Rage Against the Machine
10. Pra Quem Já Mordeu Um Cachorro Por Comida Até Que Eu Cheguei Longe (2009) – Emicida

Grandmaster Fish



O Mano Márcio Roberto Soares, o Grandmaster Fish do lendário grupo Geração Rap, um dos pioneiros do rap em São Paulo, que ainda contava com Big Flea, MC Eddie e DJ Alpiste. Nessa lista, muitos trabalhos do início do hip hop:

1.      Zapp I (1980) - Gladys Knight e The Pips 
2.      Nenhum de Nós (1987) - Nenhum de Nós
3.      Uma Noite na Ópera (1974)  - Queen 
4.      Raising Hell (1986)  -  Run DMC
5.      The Message (1982)  -  Grandmaster Flash E The Furious Five
6.      Kurtis Blow I (1980)  - Kurtis Blow
7.      Jogos de Computador (1982)  - George Clinton
8.      Hip Hop Cultura de Rua (1988)  - Coletânea 
9.      O Futuro Está Em Suas Mãos (1992) - Geração Rap
10. Tendinha (1979) - Martinho Da Vila


Lindomar 3L



O rapper Lindomar 3L, direto das ruas mineiras, também chega junto com uma listinha pensada com muito carinhos, recheada de clássicos do rap nacional, confere aí o que o mineirinho bom trouxe pra nós:

1.      Sobrevivendo no Inferno (1997) - Racionais MC's 
2.      As Aparências Enganam (1999) - Jigaboo 
3.      Se Tu Lutas, Tu Conquistas (2001) - SNJ 
4.      O Lado B do Hip Hop (2001) - SP Funk 
5.      Evolução É Uma Coisa (2003) - RZO 
6.      Rap é Compromisso (2000) - Sabotagem 
7.      Tarja Preta (2004) - GOG 
8.      Aviso às Gerações (2006) - GOG
9.      Non Ducor Duco (2008) - Kamau 
10. Das Ruas Mineiras (2008) - Lindomar 3L



Roger Jabaquara Breakers


O b.boy Roger, da crew Jabaquara Breakers, representando o break, um dos elementos do hip hop, participa desse projeto com uma lista de grandes clássicos do rap raiz, com álbuns pioneiros do rap no Brasil:

1.      Holocausto Urbano (1990) – Racionais MC’s
2.      Hip Hop o Poder da Transformação (1997) – Coletânea
3.      Break de Rua (1984) – Villa Box
4.      KL Jay na Batida vol 3 (2001) – KL Jay
5.      Preste Atenção (1996) – Thaide e DJ Hum
6.      Hip Hop Cultura de Rua (1988) – Coletânea
7.      Consciência Black vol 1(1989) – Coletânea
8.      Diário de um Feto (1995) - Cambio Negro
9.      Ritmo Quente Impossível Não Dançar (1989) – Coletânea
10. Vozes de Rua vol 1 (1992) – Coletânea



Siloque


Do interior paulista vem o rapper Siloque, representando a região 019. O músico trouxe uma lista diversificada da velha guarda do rap nacional e internacional, passando pelo hardcore e a poesia sólida de grandes bandas, influência que trouxe para seus dois discos solos: "Queime o Coração de Gelo" e "Nova Inquisição", confere aí:

1.      Check Your Head (1992) – Beastie Boys
2.      Group Sex (1980) – Circle Jerks
3.      Pela Paz em Todo Mundo (1986) - Cólera
4.      White Pony (2000) - Deftones
5.      Evolução é Uma Coisa (2003) - RZO
6.      So Long and Thanks for All The Shoes (1997) - NOFX
7.      36 Chambers (1993) - Wu-Tang Clan
8.      Afrociberdelia (1996) - Chico Science e Nação Zumbi
9.      Mr. Rocksteady (1968) - Ken Boothe
10. The Bed is on the Ocean (1998) – Karate



Pixote Xiita



O fundador de um dos grupos mais emblemáticos do rap de São Paulo a Organização Xiita, que em 2018 promete disco novo. Pixote traz uma lista com grandes clássicos do hip hop nacional e internacional, mas se lembrando também da nova escola, segue aí:

1.      Holocausto Urbano (1990) - Racionais
2.      Kool Moe Dee (1986) - Kool Moe Dee
3.      Valeu a Experiência (1995) - Filosofia de Rua
4.      Você Precisa Esquecer o Passado (1999) - Potencial 3
5.      Todos São Manos (1999) - RZO
6.      Straigth Outta Compton (1988) - NWA
7.      Ponto de Vista (1994) - Sistema Negro
8.      Entre a Adolescência e o Crime (1998) - Consciência Humana
9.      Sangue no Olho (1995) - Comando DMC
10. Microfonicamente Dizendo (2004) – Pentágono



Tiger


O Rapper e B.boy pernambucano Tiger, um dos fundadores do lendário grupo Faces do Subúrbio, um dos expoentes do manguebit, traz pesos pesados do inicio da década de 1990, ressaltando lendas internacionais do rap, mas sem esquecer dos brasucas que são inspiração:

1. The Chronic (1992) - Dr. Dre
2. Doggystyle (1994) - Snoop Doggy Dogg
3. Dia a Dia da Periferia (1994) - GOG
4. Sobrevivendo no Inferno (1997) - Racionais MC's
5. Hold It Down (1995) - Das EFX
6. Fear of a Black Planet (1990) - Public Enemy
7. Here Come the Lords (1993) - Lords of the Underground
8. All Eyez on Me (1996) - 2Pac
9. Black Reign (1993) - Queen Latifah
10. Sub-Raça (1993) - Câmbio Negro



Maique Maia



Maique Maia um dos vocal do grupo Família 4 Vidas, fundado em 2007, na cidade de Carapicuíba, traz sem sua lista influências nítidas sem eu som, com discos que encabeçam o roll, além de muito rap gringo de qualidade pra fazer barulho nos ouvidos brasileiros.

1. Sobrevivendo no Inferno (1997) - Racionais MC's
2. Evolução é Uma Coisa (2003) - RZO
3. Wu Tang Forever (1997) - Wu Tang Clan
4. Expansion Team (2001) - Dilated Peoples
5. Legend (1984) - Bob Marley
6. Monkey Barz (2005) - Sean Price
7. Good Kid, M.A.A.D City (2012) - Kendrick Lamar
8. Chemistry (2005) - Buckshot e 9th Wonder
9. The Listening (2003) - Little Brother
10. 2001 (1999) Dr. Dre

DJPaul RPW



DJ Paul, um dos fundadores do lendário grupo de rap RPW (cuja a sigla significa o nome de seus integrantes: Rúbia, Paul e W-Yo), grupo esse que trouxe um estilo diferente para o rap BR, o chamado "bate-cabeça", seguindo uma vertente mais hardcore. DJ Paul participa com o TOP 10 bem diversificado, recheado de álbuns do começo dos anos 90, mas também com novidades: 

1. Death Threatz (1996) - MC Eitht
2. Sons of Soul (1993) - Tony! Toni! Toné!
3. Somethin 4 Da Youngsta's (1992) - Da Youngsta's
4. 1984 - 1990 - AWG
5. Straight up Sewaside (1993) - Das EFX
6. The World is Mind (2017) - KRS One
7. A Luta Continua (2000) - RPW
8. Ex-Detento (1994) - Piveti
9. Zum Zum Zum (2015) - Rica Silveira
10. Tráfico de Influência (2000) - Coletânea



RJay



O rapper RJay também colou com sua listinha voltado 100% para o rap nacional, passando por nomes da velha escola e também da nova geração, do gangsta ao uderground, passando pela música gospel, confere aí a seleção do mano da zona leste:

1. 2ª Via - Apocalipse 16
2. NDDN - Coruja Bc1
3. Raio X do Brasil - RacionaisMC's
4. Boogie Naipe - Mano Brown
5. Nó na Orelha - Criolo
6. A Coragem da Luz - Rashid
7. Epidemia - Esquadrão Zona Norte
8. Declaração de Guerra - MV Bill
9. Non Ducor Duco - Kamau
10. Humildade e Coragem São Nossas Armas Para Lutar - Thaide & DJ Hum


Nenhum comentário:

Postar um comentário