Charlie Brown Jr é Preço Curto e Prazo Longo - #submundodosom

Posts

domingo, 25 de fevereiro de 2018

Charlie Brown Jr é Preço Curto e Prazo Longo


O Charlie Brown chegou com seu segundo álbum, o Preço Curto Prazo Longo, dando continuidade a pegada apresentada pela banda no trampo anterior, dessa vez com mais canções marcantes, consolidando a banda no cenário nacional, não só do rock e do skate, mas do rap e do reggae, devido a misturada proposta por Chorão e companhia. O álbum foi lançado no dia 06 de março de 1999 pela gravadora Virgin Records, o registro vendeu mais de 250 mil cópias, ganhando o certificado de Disco de Platina.

Produzido por  Rick Bonadio e Tadeu Patola, o disco tem 64 minutos e 06 segundos de duração, com a incrível marca de 25 faixas, literalmente um dos maiores discos da música brasileira. Chorão, Thiago Castanho, Marcão, Champignon e Renato Pelado comando o disco que teve diversas participações especiais, como os grupos De Menos Crime, Consciência Humana, Homens Crânios e Rajah na faixa "União", o grupo Jigaboo, com P.MC e DJ Deco Murphy nas faixas "12+1" e "Deu Entrada pra Subir", DJ Deco também fez os scratches de "Confisco" e "O Preço". Os Raimundos também colaram, Rodolfo Abrantes participo da música "Bons Aliados" e Tadeu Patola, produtor integrante da banda Lagoa 66, tocou guitarra em "333".

O disco abre com "Confisco", letra autobiográfica em que Chorão narra uma fase da vida em passou por problemas financeiros e teve bens confiscados por um oficial de justiça. Em seguida vem a clássica "Zóio de Lula", a primeira música do grupo a figurar na primeira posição nas rádios, numa pegada mais reggae, a letra fala sobre um sujeito que se apaixonou por uma garota na praia. Na sequência temos "Resolve meu Problema Aí" uma paulada sonora sobre as pessoas que só gostam de falar sobre problemas. "Te Levar" é outra música que foi muito executada nas rádios e tem uma impressionante virada de ritmo, falando sobre um mudança. A faixa 5 é uma vinheta, "O que é da Casa é da Casa", com beatbox de Champignon:

"É bem por isso que tu vai encontrar
Charlie brown, in the house
Meu irmão qual é, que há?
É bem por isso que tu vai perceber
Que o que é da casa ladrão lá alguém sempre vai levar"

Seguindo temos a música "O Preço", faixa autobiográfica que Chorão narra parte de sua caminhada e conflitos com o pai, o som é mais puxado para o rap com um ótimo refrão envolvente. A música sete, "Não Deixa o Mar te Engolir", é uma das mais densas do álbum , um das melhores composições da banda, num rapcore com peso nos instrumentos, a faixa mais longa do disco, destaque para o solo de guita de Marcão, com letra que fala sobre as mazelas da sociedade que a banda visualiza no decorrer de sua caminhada na estrada, em seguida "Hoje de Noite" bonita canção sobre os aprendizados em um relacionamento, seja ele qual for, a técnica destaque dessa faixa é alteração do flow de Chorão, que consequentemente muda o clima da canção, do tranquilo ao denso. "Bons Aliados" é próxima track e traz um feat dos Raimundos, as duas principais bandas  de rock do Brasil, naquele momento, a música é uma mescla de ska e hardcore, com direito a um enquadro policial, protagonizado por Betão Ruiz, em letra que diz "Bons aliados sem flagrante no local, Raimundos e Charlie Brown. A faixa dez é "Puxa Carro" que Chorão coloca novamente sua família como elementos de sua poesia e alterna o tom do canção deixando mais densa enquanto acelera sua levada:

"Em que sonho estará a verdade
Que fala dos males que cerca o lugar?
Em que sonho, eu sonhei com a sede de um dia
De um dia poder te vingar?
Você veio, espalhou tua lama, aumentou minha fama
A batida secou o lugar
Sede que acende e adrena na veia
Me levam pra onde eu quiser estar!"

A faixa 11 é "União" e conta com a participação dos grupos de rap De Menos Crime, Consciência Humana, Homens Crânios e p Raddja de Santos num rap orgânico com beat box de Champignon e Radjja e baixo marcante a música mescla trechos de outros sons dos envolvidos como "Não Deixa o Mar Te Engolir" do Charlie Brown Jr e "Fogo na Bomba" do De Menos Crime. Em seguida tem a porrada sonora "Aquele Velho Carteado e Algumas Manobrinhas", numa vibe punk rock, Chorão traz o universo do skate para a letra. Na sequência "333" uma faixa em total sintonia com as demais do disco, seguindo a onda do liquidificador do Charlie Brown Jr, onde a música alterna de tom, hora mais punk rock, hora nu metal, hora ska, hora rap, e tudo isso ao mesmo tempo, o mesmo acontece com "Mantenha a Dúvida", porém se mantendo constante e menos densa que a anterior. "Do Surf" é uma faixa instrumental, onde a guitarra do Marcão nos transporta para uma praia de ondas gigantes, Abaixo trecho da faixa "União":

"Diretamente pra vocês
Entrei em cena, qual é o problema?
Do hip hop, do reggae, do ragga, do rock, não tem stop
Passando a mensagem pros manos, nada de engano
Só proceder, a nossa firma é forte e você pode crer
Sou anti paga pau, meu dilema nacional
Me apresento sou Radjja da família Charlie Brown"

Na faixa 16 temos "História Mal Escrita" mesclando ska, hardcore e hip hop cim riffs pesados da guitarra de Thiago Castanho, em letra que fala sobre o ego do ser humano. Em seguida a instrumental "Chicanos (Skate Nos Canos)" que mistura o baixo de champignon com castanholas espanholas numa parada muito louca. A música dezoito é "A Grande Volta", baixo de Champs e guita de Marcão a música segue num ska, mantendo a vibe de alto astral do álbum, que segue com "Cruzei uma Doida" numa letra mais debochada onde Chorão ironiza as velhas chatas que existem em qualquer lugar e que implicam com a rapaziada.  Em "12+1" o clima volta a ficar tenso, com a participação do grupo de rap Jigaboo, mais precisamente do PMC e do DJ Deco, a música segue a pegada dos raps gangstas dos 90 anos, com baixo orgânico tocado por Champignon, num dobradinha na letra, cujo flow se alterna hora por Chorão, hora pelo PMC, pra narrar os conflitos pessoais de um cara em desacordo com a lei. 

"Ele sempre quis ser o cara bãozudo
Ter todas as mulheres, rodar pelo mundo
Ter sorte no jogo ser bem informado
Saúde, bom gosto, ter carro blindado
Dias e noites
Pensando na vida
Então esqueçam dessa noite
Boa noite querida
Ainda olho no espelho não me vejo cansado
Eu descanso dormindo eu só sonho acordado"

A música 21 é "Cidade Grande", uma faixa mais lenta e reflexiva, com belo solo de guitarra no final, proporcionado por Thiago Castanho. "Local" é mais um ska que compõe o disco, mas não é apenas mais uma música, nesse ponto, após as duas últimas faixas que baixaram um pouco a adrenalina "Local" e "Muito Antes Que Você" elevam o clima descontraído, mas não descompromissado do Preço Curo Prazo Longo, que segue com a instrumental "Depois de uma Bela Session, Um Belo Sofá, Cerveja, Pizza e um Videozinho de SKT" que é uma jam de jazz e vem antes do disco encerrar com "Deu Entrada pra Subir", que conta novamente com feat do Jigaboo, novamente DJ Deco e PMC, dessa vez com a guitarra de Marcão, a música segue menos o estilo rap e mais o rock. Abaixo trecho de "Local":

"Todo o movimento da roda 
é uma arte, é uma arte, é uma arte 
Mas simplesmente eu faço a minha parte, a minha parte 
Mas se eu for ficar falando sobre coisa vão botar palavras vão me processar 
Mas se eu for ficar falando sobre coisa errada vão me dar porrad avão me processa!"

Preço Curto e Prazo Longo é um dos melhores discos do Charlie Brown Jr (senão o melhor), também um dos melhores da musica na nacional, porém sempre esquecido pelos "especialistas" na elaboração da lista dos melhores, creio que parte do fato pelo disco ser 1999, e o público mais jovem surfou no hype apenas dos últimos trabalhos da banda, o que é uma pena.

Charlie Brown Jr misturou tudo  o que há de bom na nossa música urbana, mesclou o punk rock, com ska, hardcore, reggae, ragga e rap, recheou o álbum com participações especiais, levantou a bandeira do skate e falou sobre romance, crime, correria, problemas, conflitos internos e com a sociedade e conseguiu conversar com uma geração toda que se identificou muito com o disco, sendo um clássico para a galera do rap, do rock, do reggae e do skate. Um disco que vale muito a pena ter em mão e quem não conhece ta vacilando!

Nenhum comentário:

Postar um comentário