Entrevista com a banda La Riveria da Rima - #submundodosom

Posts

quinta-feira, 1 de fevereiro de 2018

Entrevista com a banda La Riveria da Rima


Salve o Submundo do Som trocou uma ideia com os manos da banda La Riveria da Rima, lá de Piraju, que vem fazendo rap num estilo diferente: com banda, nesse bate papo falamos sobre a origem da banda, inspirações, a cena do rap no Brasil e no interior, os projetos futuros do La Riveria, confere aí:

Submundo do Som - Quem é o La Riveria? Como se formou e qual a trajetória do grupo até aqui?

La Riveria - Formada no início de 2017 na cidade de Piraju, interior paulista, a La Riveria segue a essência do Rap nacional, Funk, Soul e Black Music, exalando assim um Hip hop “groovado”. O vocalista Luketa, que fazia composições e apresentações como Mc - já pertencente ao cenário do Rap - convoca Mário, também compositor, baixista de funk, e amigo de longa data para um projeto na linhagem do rap instrumental. Satisfeitos com a junção e a produção, sentiram a necessidade de um baterista, e logo um guitarrista. Mário então convida Fábio - parceiro de seu projeto paralelo o “Sacibernético”, baterista e amigo de longa jornada - para assumir o posto. Familiarizando-se com a proposta, e acima de tudo sentindo representatividade nas composições de Luketa, aceita o convite. Luketa então convoca Guilherme para assumir a guitarra, e Sabrina para complementar os vocais. Segue então a atual formação: Luketa na composição e vocais, Sabrina Braz nos vocais, Guilherme Fiore na guitarra, Mário Porto na composição, arranjos, contrabaixo e vocais e, Fábio Martins na bateria e vocais.

Submundo do Som - O nome La Riveria, de onde veio e qual o significado?

La Riveria - Buscando encontrar um nome que girasse em torno do groove e da rima, após muito pensar, surge La Riveria da Rima, em que “La Riveria” representa uma festa boa, em que todos estejam bem à vontade, curtindo o momento, um rolê massa.

Submundo do Som - Quais as inspirações e influências da banda? Que que cês curtem e podem no som do La Riveria?

La Riveria - Em questão de composição, as maiores influências para Luketa são: Speed Freaks, Planet Hemp, Gustavo Black Alien, Snoop Dog, Cypress Hill, Marechal e Sabotagem. Quanto aos instrumentais, Guilherme e Sabrina vêm de uma linha mais para o Hard Rock, Rock ‘n’ Roll, tendo como influências Guns ‘n’ Roses, Nirvana, Alice In Chains e Ozzy Osbourne; Mário Porto é oriundo do Reggae e da MPB, e suas maiores influências são Caetano Veloso, Gilberto Gil, Novos Baianos e Jorge Ben e; Fábio vem da linhagem do HC, Reggae e MPB, tendo como principais influências Chico Science e Nação Zumbi, Dead Fish, Jorge Ben, Led Zeppelin e Bob Marley.

Submundo do Som - E como que é o processo de composição do grupo? Como que nasce um som do La Riveria?

La Riveria - A maior parte da composição das letras feitas por Luketa surgem em momentos particulares de muita reflexão e concentração. Rolam  também parcerias nas composições de letras com Mário; algumas músicas já pré-arranjadas por Luketa, outras surgem em jam sessions em ensaios, fazendo um som com os amigos numa roda de violão, ou uma batida/pensamento que surge em algum momento do dia.

Submundo do Som - Fazer rap com banda é uma parada diferencial, o La Riveria sofre algum tipo de rejeição, ou preconceito, pela ala mais conservadora do rap?

La Riveria - Não sofremos nenhum tipo de rejeição ou preconceito, nosso som é muito bem aceito. Buscamos seguir a raíz com muito respeito.

Submundo do Som - Como é ser um grupo de rap em Piraju? Como é a cena do rap aí no Vale do Paranapanema?

La Riveria - Não nos classificamos como grupo de rap e sim como banda, em que a principal vertente é o RAP,  assim vamos quebrando barreiras .
O cenário do rap está crescendo em Piraju, com alguns grupos já conhecidos na cidade como o “Conexão”; e alguns movimentos como a Batalha da Figueira (conhecimento) que ocorre anualmente, e a batalha da Matriz (sangue), assim, facilitando com que a comunidade conheça e envolva-se com o cenário.


Submundo do Som - Pra vocês, quais são as maiores dificuldades para se levar a banda?

La Riveria - Dificuldades que toda banda sofre no início, como resistência em ceder-nos espaço, devido fato de não termos nome (ainda) reconhecido, consequentemente poucas apresentações; correrias e articulações em prol da produção do EP.

Submundo do Som - Quais os picos que o La Riveria já mandou um som? Quais rolês cês já fizeram?

La Riveria - Já tocamos em diversos lugares, tanto em bares, pubs, como casas de show e festivais.
Flash Day Tattoo Piraju 2017 – Piraju/SP; Bar Strike Beer – Piraju/SP; Varandas Bar – Piraju/SP; 3a  Etapa do Circuito Regional de Skate 2017 – Piraju/SP; Festa Free World - Ourinhos/SP; Pré-Inter Unesp “Acapulco” 2017 – Ourinhos/SP; Inter Unesp Bauru 2017 – Bauru/SP; Exílio Art Pub – Bauru/SP; Tijuana Rock Bar – Jaú/SP; II Flash Day Tattoo Piraju 2017 – Piraju/SP

Submundo do Som - O que de mais marcante o grupo já viveu na estrada?

La Riveria - Após sermos selecionados para o palco Julião – famoso por dar espaço à bandas autorais – do Inter Unesp Bauru 2017, fechamos com o Exílio Art Pub (também em Bauru) no dia seguinte, e na sequência, com o Tijuana Rock Bar, a 50 km de Bauru, na cidade de Jaú, terra natal do baterista Fábio.
Essa “turnezinha” nos deu aquele ar de banda grande, já na estrada (risos), só desfrutando e apresentando o trampo. E nela, a ÉPICA apresentação no palco do Inter Unesp foi também um momento marcante para a banda. Aproximadamente 20.000 pessoas estavam no evento, e ao menos 5.000 apreciaram a La Riveria de acordo, cantaram, pularam junto e trasmitiram uma super energia.

Submundo do Som - Como o grupo vê o cenário atual da música no Brasil? Principalmente a cena no rap?

La Riveria - Atualmente grande parte da produção fonográfica está comprometida com a indústria da música e atende suas necessidades de consumo, sendo assim, artistas que se negam a seguir as premissas de consumo são renegados pelas rádios e televisão de massa, no entanto graças ao avanço da internet ocorreu um grande avanço em questão a autonomia desses artistas, possibilitando ampliação da visualização dos seus trabalhos sem a necessidade da relação com uma grande gravadora ou um canal de televisão.

O rap tem sua origem em um cenário underground, porém, a indústria fonografia também se apropriou disso, por isso, hoje, esse estilo musical não está restrito a uma classe social, atingindo assim várias camadas da sociedade, e claro, está em constate movimento, interagindo com outros gêneros musicais, experimentando e diversificando as formas de se fazer rap sem perder a essência.

Submundo do Som - Tá saindo do forno o EP "Meu Estilo Não tem Lei" né? O que a banda pode adiantar para o público desse projeto?

La Riveria - Esse é o primeiro trabalho da banda, é um disco com 6 músicas autorais e inéditas escolhidas a dedo, o EP vai ser lançado de forma física e estará disponível em todas as plataformas digitais, com download gratuito. 
O disco que está sendo totalmente gravado e produzido em Piraju – SP, e não poderia ser diferente diante da inspiração que a natureza da cidade tem nas canções.

Para dar um gostinho do que vai ser o EP vamos disponibilizar em primeira mão a faixa 1 – ‘Na Contenção’’ para os ouvintes do programa, e fica o convite para conhecer o nosso trabalho.



Submundo do Som - Quais os sonhos que vocês ainda querem realizar como grupo?

La Riveria - O sonho de seguir na carreira, ter reconhecimento profissional, conseguir viver da música.
Tocar em grandes festivais como: Psicodália, Universo Paralelo, Rock in Rio e tocar ao lado de artistas que são nossas referencias.

Submundo do Som - Mano, pra galera que procura um som novo e firmeza pra curtir, o que o cês podem indicar?

La Riveria - Um som pra galera ouvir, indicamos o grupo “Conexão” aqui de Piraju-SP e A banda “Machete Bomb” de Curitiba-PR.
Mas também podemos citar Mark Farina, Tommy Guerrero e Mac Demarco que são grandes influencias internacionais fora do gênero rap.

Submundo do Som - E o que vem de novo? O que o La Riveria tá preparando, além do EP citado? 

La Riveria - O EP será nossa vinda ao mundo fonográfico, estamos preparando o primeiro Clipe da Banda, de umas das faixas do EP e Lyrics das músicas.
Já estamos pensando no nosso LP com 12 faixas, também inéditas, com versão do disco física e em todas as plataformas digitais, com download gratuito, totalmente disponível ao público.

Submundo do Som - Pra quem ta curtindo essa entrevista, deixa aí uma mensagem.

La Riveria - A banda vem com tudo em de 2018, com muito trabalho e garra! A mensagem que deixamos é a mesma que permeia nosso EP, sempre de luta e respeito, sempre correndo
           
Submundo do Som - Pra quem quiser trocar uma ideia com os manos, como entrar em contato como La Riveria?

La Riveria - Pra fazer contato com a banda e conhecer nosso trampo basta dar uma checada nas nossas páginas no:
Facebook: www.facebook.com/lariveria/
Instagram: @lariveriadarima
E-mail: lariveriadarima@gmail.com
Youtube: www.youtube.com/channel/UCRSoiYTQdo20QMYA9s73wTg

Sempre um prazer trocar ideia com quem ouviu nosso som, e claro, outros artistas que estão ai na correria do som.

Nenhum comentário:

Postar um comentário