Entrevista com Mano Urso - #submundodosom

Posts

terça-feira, 20 de março de 2018

Entrevista com Mano Urso

Salve! O Submundo do Som trocou uma ideia com o rapper Mano Urso, diretamente da cidade de Pedreira, interior de São Paulo, e é justamente sobre o interior esse bate papo, pois Mano Urso é um dos integrantes da coletânea "V.A. - O Rap Que Vem Do Interior", arquitetada pelo produtor musical (e rapper, além de instrumentista e cantor) Danilo Amâncio.

Nessa troca de ideia com o Mano Urso falamos sobre a carreira, influências, a cena do rap no interior e é claro sobre a sua participação no disco V.A. - O Rap Que Vem Do Interior. Então se liga aí e confere, que o papo tá firmeza:
Submundo do Som - Quem é o Urso? Qual sua trajetória até aqui mano? 

Mano Urso - Sou Willian Rafael Matiusso, nascido na cidade de Pedreira, sempre morei aqui na city! Mano já fui: entregador, ajudante, guardinha, mas na real minha profissão é eletricista, curto coloca tudo em choque, tá ligado? Hahahahaha.

Desde muleque eu já admirava a cena e tinha quase certeza que viria pra somar, meu trajeto foi desviado de verdade pro RAP lá em 2013 onde as primeiras linhas canetadas saíram junto com a criação da conexão BNI com meus irmãos.

Submundo do Som - E o que é o BNI?

Mano Urso - Mano o BNI é o seguinte, se um dia comecei a fazer RAP, foi por influência dos cara que nesse grupo se encontram, no começo eram vários, hoje em dia segue o Mano Urso, Leco, Dom Marrom e o Pé do Bronks.

Bonecos Independentes, Brancos ou Negros Iguais, tem vários significados, em prol de revolução da arte e cultura da cidade, abrangendo informação até em cidades vizinhas, por enquanto! Liberdade de expressão, criticas e talvez soluções pra uma vida mais tranquila, com aquela integridade e compaixão que não custa nada e todo mundo gosta, até porque um sorriso as vezes cai bem.

Submundo do Som - E o nome Urso? Da onde que veio?

Mano Urso - Cara essa é foda hein? hahahahhahaha
Mano Urso é como se fosse o meu próprio desenho animado, curte comer, e após passar por vivências hiberna pra digerir todas as experiências vivenciadas, ele cria revoluções desde um simples sorriso e até um abraço (de urso), visando trazer risos sinceros ao dia a dia.

Submundo do Som - Quais as inspirações e influências que Urso tem?

Mano Urso - Eu me inspiro muito nos meus pais, os principais responsáveis pelo meu desenvolvimento, eles são muito centrados no que fazem, meu pai as vezes trabalha duro em mais que 2 empregos pra por o rango na mesa, mamãe também anda suando pelas ruas entregando suas cartas pra tirar seu "trocado" por esse motivo de serem simples são os que mais me inspiram, brilham meus olhos e aquecem meu coração.

Sou influenciado pela renovação da esperança, pelo transcender do nosso nascer de cada dia.

Submundo do Som - Como o Urso compõe seus raps? Como que nasce um som?

Mano Urso - Tá ligado quando vem aquela inspiração daquela revolta? Ou aquele sentimento bom? Talvez aquela conexão com um amigo? Mano são diversos meios que eu uso pra compor, depois de uma letra pronta procuro organizar as frases, dar sentido ao texto, dar um porque de eu estar lançando a ideia, seja por r-evolução, libertação, oração, diversão entre outros temas.

Submundo do Som - Tá saindo do forno o disco V.A. - O Rap Que Vem do Interior, com vários artistas de peso, num projeto responsa, um desses Artistas é o Ursoné? Como que você vem pra esse disco?

Mano Urso - Uma grande responsa somar com esse projeto, Mano Urso vem seguindo na revolução, atento a tudo que me apresentam nessa caminhada e sempre em cima do instrumental sobrenatural, eu verso sobre diferença racial, sócio econômica e até política, lembro até de uma frase de um mestre Renan Inquérito: "Sem essa de partido, sempre fui inteiro".

Submundo do Som - E pra você mano, como é estar nesse projeto? O que significa o V.A. na carreira do Urso?

Mano Urso - Como eu já disse, uma baita responsa somar com esses manos, será um projeto cheio de mentes mirabolantes, ideias totalmente retas que eu já estou aceitando estar em minha ideologia, os manos são muito dedicados.

A V.A. será o real pontapé inicial, pois não havia gravado nenhuma track até o presente momento, e com essa oportunidade acredito que muito mais está por vir, esse ano é nosso!

Submundo do Som - O Danilo Amâncio além de produtor do disco, produziu a faixa do Urso né? Como é trampar com esse cara?

Mano Urso - Produziu sim, e pensa numa produção fina, dedicada, cada palavra que eu dei ele entendeu da melhor forma pra agregar ao som, pra ter noção da atividade do nosso produtor, o beat estava pronto em menos meia hora, lógico que depois ele fez as viradas e brilhos, as mixagens e tal, mas a base de tudo estava pronta, é muito prático e eficaz trabalhar com o cara, sem palavras, Dz9 Records ProduzSOM.

Submundo do Som - E como é fazer rap em Pedreira mano? Como você vê a cena na cidade?

Mano Urso - Cara, não é simples não, embora eu continue firme somando nos projetos, "Batalha da Pista e Roda de Rima" na pista de skate de Pedreira pra juntar a galera e se divertir com um pouco de cultura, já que rola um som, os mano anda de skate, o rolê é totalmente independente, desde organizar até fazer rolar, chamados de "Cultura Marginal".

Na cidade o que rola de rap é nóis que faz, simples assim!
Submundo do Som - E o fato de ser um rapper do interior paulista? Qual sua visão? Quais as dificuldades de estar geograficamente no interior do estado que é o berço do rap nacional?

Mano Urso - Eu acho super dahora mano, pois quando colei pra outros estados e participei de rodas de rima o pessoal sempre curtiu o jeito da minha rima, com aquele toque do coração que vem da natureza do nosso "Interior" sabe, muita gente sente a minha vibração e faz aquela conexão monstra, enquanto alguns só julgam loucura...

Não é tão simples estar por aqui não, o corre atrás de trampo pra poder buscar melhorias virou uma corrida sem fim, por esse motivo a gente vem soltando a voz tentando mudar um pouco dessa "Cultura Marginal" pra uma Cultura Futurista saca, visando melhoria social pra todos que estão somando.

Submundo do Som - Como você analisa o cenário atual da música no Brasil? Principalmente a cena no rap?

Mano Urso - Tem muita música boa no Brasil, embora muitos só ouçam musica que não fortalece a mente, as músicas de sofrência, ostentação e putaria estão alastrando infelizmente em nossa terrinha.

O rap vem somando sempre, mesmo que tenham alguns que desviam a ideia pra conseguir carro mulheres e grana, ainda tem os de coração puro lançando a ideia firmeza pra fazer a mente borbulhar, isso que traz a real R-Evolução.

Submundo do Som - Quais os sonhos que o Urso quer realizar na música?

Mano Urso - Eu venho pra abrir mentes, propagar mensagens, mostrar que cada um tem que ser íntegro, o que e isso? É ser puro saca, desde um simples bom dia que transformam dias de pessoas, a tal da reciprocidade, compaixão, empatia ou o nome que preferir, cada um se colocando no lugar do outro antes de fazer algo que possa fazer o mal para o mesmo.
Submundo do Som - Mano, pra galera que tá afim de curtir um som novo, uma parada diferente, o que o cê indica?

Mano Urso - O Brasa é cheio de pensadores, os mais novos vem somando monstrão na cena, o projeto do Síntese mostra bastante integridade, assim como Inquérito, Criolo, Fabio Braza, Coruja, NegoMax, Metamorfose até os mano aqui vizinhos de cidade, o Synestesia (de Jaguariúna).

Eu gosto bastante de diversos tipos de música, a Banda Sinara traz um swing bem legal, com uma ideia simples de que "Menos é Mais", assim como curto muito Ponto de Equilíbrio, Mato Seco e por ai vai...São tantas fontes inesgotáveis de rima, hahahaha.

Submundo do Som - Além do projeto V.A. - O Rap Que Vem do Interior, o que podemos esperar de novos projetos do Urso? 

Mano Urso - Juntamente a nossa querida DZ9 Records, iremos desenvolver projetos por esse ano, podem esperar que a primeira Mix Tape sai logo, muitas vivências e ideologias, a revolução vem a tona.

Submundo do Som - Pra quem tá conferindo essa entrevista, deixa aí uma mensagem.

Mano Urso - Vou deixar uma canetada ai...
OBJETIVO
Renascer não é o objetivo, o objetivo é transcender o renascimento, é alcançar um estado de energia pura eterna, o estado de DEUS.
Romper laços com a mortalidade, e nos tornar eternos, ao nosso redor até as crianças nos ajudam a fazer isso, mais que os adultos que dizem ser tão "inteligentes".
Alguns ainda falam que o fim é previsível, nem um decodificador inter dimensional decodificaria a esse nível.
Apenas siga em paz com muito amor e união entre as "tribos".

Submundo do Som - Pra quem quiser trocar uma ideia com o Urso, ou conhecer mais do seu trampo, como que faz? Quais os canais de comunicação?

Mano Urso - Quem quiser mesmo conversar pode chamar no face mano, sou bem aberto a novas ideias, procura por Willian Rafael, ou por Mano Urso que vai aparecer eu la...

Também tem a pagina BNI na Missão lá no Facebook (Facebook.com/familiaBNI), onde uso para comunicar sobre os eventos, agradecimentos, e as vezes uma mensagem que merece ser propagada, mas podem acompanhar pela Dz9 Records que as pedradas serão lançadas por lá também.

Muito obrigado pela atenção ai irmãos, de coração.

Nenhum comentário:

Postar um comentário