Manifesto 019 - O Rap Que Vem Do Interior - #submundodosom

Posts

segunda-feira, 19 de março de 2018

Manifesto 019 - O Rap Que Vem Do Interior

Interior Paulista - 019, de março de 2018

 
Quem vem do Interior

Somos em setenta e três municípios que compartilham do código de discagem direta a distância zero dezenove . Em 1969 foi definido que o estado de São Paulo ficaria com os códigos começados em "1", cabendo a nós, interior, o 19. Geograficamente estamos espalhados pelo estado, nem todos os elos entre as cidades são sólidos fiéis, muitas vezes em comum só o código telefônico é o elo de ligação.

Mas há uma concentração de zero dezenove interessante, que trás muita coisa em comum, a instigante região de Campinas, com vinte municípios se interligando no intento da troca de informações, que vai desde Engenheiro Coelho a Indaiatuba, desde Santa Barbara do Oeste a Atibaia, este é o interior de intelecto intoxicado, as vezes incontrolável, as vezes intragável, as vezes intolerante, as vezes interrogamos, pensamos se vale a pena, mas sempre surgem incertezas e seguimos amando o interior como bons interioranos.

Pois minha área é tudo que tenho, entre o sucesso e a lama, assim que é! Parece que foi sonho meu, o interior é o menino do morro que virou "deus", e se o monstro cinza é o motor do estado, 019 é o combustível de um carro velho que só dá trabalho. Avante interior, se tú lutas, tú conquistas! #Dz9Records o som das pistas!

Zero Dz9 Ivadindo o Mapa - Vem do Interior 019
  
A Voz Interna

Soa o alarme intermitente: quando lá fora estiver inquietante, cheio de mais do mesmo, é hora de mudar o itinerário e olhar internamente para nós mesmos, o ritmo e a poesia são manifestações coletivas, mas vêm do interior de cada indivíduo, no intuito de instituir as inquietantes observações do mundo exterior em vivências do interior de cada qual, interessante como o eu lírico faz essa instigante viagem, através do intelecto interpessoal.

Quem sou eu e quantos eu sou? Buscamos a paz interior, para o bom convívio em sociedade, pois sozinho pensamos merda pra caralho. Um bom lugar, sempre que encontrado, pensamos em compartilhar, e não só curtir, pois através do exemplo que a o fio da teia se fortalece, unido a gente fica de pé, dividido a gente cai, é o crime do raciocínio, é o terror, é o terror, união, é a formula mágica da paz!

Olhar pra dentro, para o interior é atestar humildade, dentro de nós está a saída, não por deter todas as respostas, mas por que no interior está o coração, e a voz desse que fala através de batidas nos auxilia nas rimas, e nesse fluxo interiorano que queremos mostrar através da voz o que vem de dentro, vem da alma, vem do "soul" como bom rap vem. Vem #Dz9Records, vem, vem!

Dz9 Records - Que Vem do Interior
  
A Cena Interiorana

O rap do interior de São Paulo instituiu nomes interessantes do inquestionável cenário nacional, o que diga o Vale do Paraíba que se intensificou como potência do assunto, no intuito de tonificar o ritmo e a poesia, tendo como principal titulo o Neto Síntese. No itinerário da região de Campinas, a famigerada cena 019 nos presenteou com inúmeros raps de sucessos, de artistas como Sistema Negro, Face da Morte e Inquérito, e é com o compromisso de honrar o legado desses monstros da música periférica nacional que a DZ9 Records nasceu, um selo que busca desenvolver e lançar novos artistas propagando a poesia marginal em cima dos beat.

É continuar o legado da região, mas é também fomentar uma cena zero dezenove tendo como pilar as cidades de Jaguariúna e Pedreira, mostrando que não é só de porcelana e rodeio que vivem os munícipes, mas também de boa música, poesia e atitude. Somos peões que fazem festa, e colocam reis em xeque. Nossa voz é forte e viemos lavar a louça, deixar brilhando, a voz, a cena e o brio.

Vem do interior, vem de dentro, vem da alma, vem de nós, mas não é nosso, é da City, é da cena, é da molecada que ainda vai vir, é intrínseco ao eu, mas não é meu, é pão dividido, somos fogo amigo, somos o rap que vem do interior! Somos #Dz9Records demorô?!

Um comentário: