11 Músicas Brasileiras Sampleadas por Gringos - #submundodosom

Posts

quarta-feira, 11 de julho de 2018

11 Músicas Brasileiras Sampleadas por Gringos


Diversos artistas brasileiros utilizam-se de músicas estrangeiras na construção de suas bases, mas cê tá ligado que do contrario também é bem comum acontecer? Nesse texto listamos 11 vezes que artistas gringos samplearam músicas de artistas brasileiros, se liga aí:

Ele e Ela, de Marcos Valle

O rapper Jay Z se curvou diante do som de Marcos Valle, e pediu autorização para usar o sample no trampo na música “Thank you” do álbum "The Blue Print", do ano de 2009. A track original é 1970, do álbum intitulado Marcos Valle.


Original:

Sampleada:


Bodas de Sangue, Marcos Vale

O produtor e rapper Kanye West usou o instrumental da música “Bodas de Sangue”, também do Marcos Valle, para compor seu single “New God Flow”, que saiu no álbum Wireless Live! de 2015.

Original:

Sampleada:


Casa Forte, banda Black Rio

Em 2009 o rapper Mos Def criou "Casa Bey", lançada no disco The Ecstatic, e para isso utilizou sample de "Casa Forte", da banda Black Rio, composta por Edu Lobo e lançada no disco Maria Fumaça de 1977, considerado um dos samples mais interessantes e bem utilizados.
Original:


Sampleado:

Tudo Que Você Podia Ser, Lô Borges

A faixa “Don’t Front” O rapper americano Joey Bada$$ usou sample da música "Tudo Que Você Podia Ser, de Lô Borges, do ano de 1979,  a faixa gringa está no álbum "1999", lançado em 2012, que inclusive nos segundos finais têm a voz de Lô Borges.


Original:



Sampleada:


Pontos de Luz, de Gal Gosta

O produtor Kaytranada, haitiano naturalizado canadense, sampleou Gal Gosta, com "Pontos de Luz", composta por Waly Salomão e Jards Macalé, para criar "Lite Spots" em seu álbum “99,9%”, de 2016. A música também foi sampleado pelo DJ e produtor Madlib, dos EUA, em 2013 para criar a faixa "Salvador".


Original:


Sampleado

Sampleada:

Desafinado, de Tom Jobim


Em 1996 o americano Beck criou “Readymade” usando trecho de uma versão instrumental de Tom Jobim, em “Desafinado”, lançada no álbum “Chega de Saudade”, de João Gilberto, em 1959. 


Original:


Sampleada:


Seville, de Luiz Bonfá

Em 2011 a música “Somebody that I used to know” do belga-australiano Gotye ficou mundialmente conhecida, essa contém sample de Luiz Bonfá, da música "Seville", de 1967, o uso da batida da música brasileira levou Gotye a fazer acordo com a família do músico brasileiro após admitir o plágio.


Original:

Sampleado:

A Dor É Curta e o Nome Cumprido, de Odair Cabeça e Tom Zé

Odair Cabeça e Tom Zé tiveram a base do forró “A dor é curta e o nome comprido”, de1975, do álbum "O Forró Vai Ser Doutor", usada pelos estadunidenses do grupo De La Soul, na criação do som “The Art of Getting Jumped”, de 2000, que integrou o disco "Art Official Intelligence: Mosaic Thump".


Original:

Sampleado:


Cinco Minutos, de Jorge Ben


O grupo The Black Eyed Peas usou sample de Jorge Ben para criar “Positivity”, em 1998, a música em questão é a “Cinco minutos”, que integra o álbum “A Tábua de Esmeralda” de 1974, enquanto que a versão gringa fez parte do álbum "The E.N.D"


Original:

Sampleado:



O Caminho do Bem, de Tim Maia

A música “Soldier in the City”, do estadunidense Aloe Blacc, faz uso da base e da melodia da música "O Caminho do Bem", do sindico Tim Maia, de seu álbum "Racional", do ano de 1976. A versão de Blacc está no disco “Lift Your Spirit” do ano de 2013.

Original:

Sampleado:



Jornada, de Wilson das Neves

Wilson das Neves teve sua composição "Jornada", do álbum Verão Vermelho, de 1970 sampleada por Tylor The Creator, que aborda temas densos como a morte de sua avó e a vontade de abandonar tudo, num paralelo entre a fama e a solidão, na faixa "Lone" de seu disco "Wolf" de 2013.


Original:

Sampleado:

E você mano, conhece outras músicas brasileiradas que foram sampleadas pelos gringos? Comente aí, deixe seu comentário e vamos fortalecer a música nacional!

Nenhum comentário:

Postar um comentário