Sentindo Rap #1 - Melancolia - Submundo do Som

Breaking

Home Top Ad

Post Top Ad

segunda-feira, 17 de dezembro de 2018

Sentindo Rap #1 - Melancolia

Por Amanda Pagliatto

Tenho certeza que todo mundo tem algum momento no dia o qual desacelera para refletir os dilemas do cotidiano. Cada qual com sua maneira, sua forma de pensar e absorver, e a minha é à noite ouvindo um som.

As músicas podem gerar impacto, uma primeira lembrança, uma saudade, felicidade e muitas vezes tudo isso é mais que espontâneo. Desde a primeira batida até a última palavra, o som invoca sentimentos.

Possuo músicas fixas para me guiar enquanto escrevo, como um auxilio aos pensamentos, um direcionamento. Porém variando os sentimentos e circunstancias na vida, o estilo musical muda também, tá ligado?

É como se funcionasse só ouvindo música, mas o som certo para cada ocasião. Neste primeiro post, por exemplo, vou listar as músicas que guiam nos momentos mais melancólicos da vida:

Não Existe Amor em SP – Criolo

O beat foge da estética convencional e sua lentidão convoca o ouvinte para a reflexão, as pessoas a cada dia se tornam mais vazias e amargas, despreocupadas com o ser humano, e essa música retrata bem isso. Música não tem data de validade, e esse som é daqueles que mesmo não tão recente, sempre será atual, e lembrem-se minas e manos, o amor é importante!


Sem Graça – Haikaiss

O que chama a atenção nesse som é a capacidade de fazer o pensamento ser envolvido pelas confusões do cotidiano e desilusões amorosas da vida, o grupo sabe conversar com uma geração que cada vez mais cedo se vê nesses dilemas, e traz a mensagem que o melhor da vida são as coisas mais simples, e o amor é algo tão puro que quanto menos, mais tristeza da pra ver no olhar das pessoas.


Sozin – Choice

Essa música é um clássico quando o assunto é a melancolia, mas vai além do tema, pois prende a reflexão também para o contraponto a superação para sair da deprê e dar a volta por cima, pois motivos para ficar pra baixo não faltam, mas coragem para se reerguer as vezes está escasso.


Última Noite – Baco Exu do Blues

Trazendo mais amor para nossa coluna, o baiano Baco nos ampara num som que nos refletir que sempre podemos ser melhor do que somos. Com arranjos musicais puxados ao R&B a versatilidade dita o tom da poesia e nos conecta com a esperança de um amanhã melhor.


Te Vi Na Rua Ontem – Konai

Finalizando com uma música que remete a uma despedida sofrida, e que provavelmente todos nós já passamos, senão ainda iremos passar. Então aproveito a deixa pra deixar o recado aproveitem ao máximo os momentos bons ao lados das pessoas que amam, como se fosse o único. E é isso!


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Post Bottom Ad

Páginas