Poesia Marginal em cima de um "BoomBest", Maximus Respeito! - Submundo do Som

Breaking

Home Top Ad

Post Top Ad

segunda-feira, 11 de março de 2019

Poesia Marginal em cima de um "BoomBest", Maximus Respeito!

O Rap BA não é de agora que vem oxigenando a cena underground com poesia inigualável, como diversidade do estado. E apimentando ainda mais os lançamentos de 2019, o selo Maximus promove a união de Lukas Kintê, Janaina Noblah, Haggar e Vagabundo Prodígio na música "BoomBest".

Uma canção urgente, necessária e eficaz com a mensagem que o rap hora ou outra se lembra de passar, no melhor estilo "cypher" quatro MC's se revesam para passar sua visão sobre o Brasil atual. O beat hipnótico e marcante, produzido por Victor Haggar, traz o clássico boombap, no loop perfeito, sample suave e melodia claustromanicamente deliciosa e harmônica.

A música vem com videoclipe, com locação que analogicamente é a cara da cena do rap BA, bonito, porém esquecido, a direção de fotografia de Alex Amorim, que junto de Numb (edição), também assina a direção geral, roteiro e câmera, traz um local sujo e esquecido, ao mesmo tempo que vegetação traz a atmosfera do natural, do belo, como a música é, independe do tom que traz em seu discurso.


Haggar, Vagabundo Prodígio, Kintê e Noblah

"BoomBest" é um grito de desabafo, onde cada MC traz em rima o que a mente maquina. O primeiro a desengasgar esse grito é Lukas Kintê, carregado nas punchlines, veio socando verdades, gritando #LulaLivre "dentro de uma viatura", a alternância do flow de Kintê para uma parada mais cantada é o destaque de sua colaboração. Já a voz doce de Janaina Noblah vem pra dizer verdades ácidas, levantando questões sobre a mulher neste nosso país, a MC transborda versatilidade passeando em várias levadas, diferenciando sua presença pelo talento.

Na sequência o mano Haggar vem com os dois pés no peito, contundente e deferindo golpes comonum espcial no fliperama, inspirado no saudoso Mestre Moa do Katendê e traçando o paralelo entre o desprezo com Marielle Franco e coroação (por imbecis) ao mito das fake news. O último suspiro é dado por "el patrón", o Vagabundo Prodígio, que narra quando a empatia se vai, se encontrando sem amor, despedaçado, rodeado de alguns e sem ninguém na contenção.

O som "BoomBest" teve divulgação exclusiva pelo portal Oganpazan, o maior fomentador do rap BA, e não somente no estado baiano, mas que pega a visão de toda sonoridade de qualidade da face da terra, sempre apoiando a cena local e dando voz a talentos como esses que seguem nesse som, e tantos outros que já passaram, ou vão passar, pelo Oganpazan.

Abaixo, na integra, o videoclipe de "BoomBest", se liga:

  

Um comentário:

  1. Meu Velho, não tive a oportunidade de agradecer o quanto fiquei feliz com a matéria, já peço desculpas em meu nome e o nome da Maximus! Muito Obrigado, expressamos verdadeira gratidão por traçar essas linhas que realmente nos foram fiéis!
    Valeu mermo, vida longa!

    ResponderExcluir

Post Bottom Ad

Páginas