Entrevista com o rapper Sávio Nobre - Submundo do Som

Breaking

Home Top Ad

Post Top Ad

quarta-feira, 10 de abril de 2019

Entrevista com o rapper Sávio Nobre


Salve! O Submundo do Som troco uma ideia com O Nobre, rapper potiguar e um dos maiores fomentadores da cena em Natal. Aqui Sávio Nobre fala da sua trajetória no hip hop, seus trabalhos, projetos, sonhos e um pouco da cena do rap no Rio Grande do Norte. Confere aí:

Submundo do Som - Salve, salve Sávio Nobre, muito obrigado pela preza pra esse papo mano. Diz aí, quem é o Sávio Nobre?

Sávio Nobre - Salve, irmão, satisfação está participando dessa entrevista, obrigado pelo convite. Então, Sávio Nobre é mais um preto de família pobre, mas cheio de disposição para mudar o seu destino e criar seu futuro melhor do quê o que nosso sistema de sociedade nos coloca. 

Submundo do Som - Cara, como você define seu estilo de fazer música? E quais suas influências para isso?

Sávio Nobre - Meu estilo de fazer musica é livre mano, assim como a minha alma! Livre e rebelde! Não me encaixo em nenhum padrão musical, faço meu rap do jeito que eu quero, tento colocar minhas referencias e influencias dentro da minha música, mas sem perder a essência e sempre ser verdadeiro, tentar passar a minha visão de mundo para pessoas que talvez estejam vivendo uma experiencia parecida com a minha em determinado momento dessa vida. 

Submundo do Som - Como é fazer rap no estado do Rio Grande do Norte, mais precisamente em Natal?

Sávio Nobre - Mano, essa é uma pergunta que eu acho que depende do ponto de vista de cada artista, porque cada um tem seu objetivo dentro do rap, e nessa atividade que para uns é diversão ou hobby e outros já enxergam uma visão de mercado e tentam através da música fazer o seu sustento. Então mano, é bem complicado fazer rap aqui em Natal devido a falta de recursos, porém isso não impede, é difícil mas nós seguimos na luta, produzindo sempre com a melhor qualidade possível, hoje já tenho minha própria produtora com meus manos e tamo aí, esse ano nós chega com um trampo de nível nacional, em termos de qualidade, entende? É difícil e bem complicado, mas o objetivo de cada um determina o resultado e desenvolvimento do seu trabalho, objetivo e escolhas. 

Submundo do Som - A mixtape Soul Vandal I, o que ela representa na carreia do Sávio Nobre? E Como foi participar com o time que chegou junto nesse projeto?

Sávio Nobre - Mano, é como um documentário sobre uma determinada fase da minha vida, tal que se intensificou mais com o falecimento da minha mãe, fui entrando cada vez mais na vida do crime e me envolvendo com coisas que antes eu não queria me envolver, mas ai vem as necessidades, falta de emprego e etc. Depois eu conheci as possibilidades de poder fazer meu próprio dinheiro sem colocar minha liberdade em risco, produzindo minha arte e também contribuindo para o desenvolvimento do sonho dos meus amigos e assim nós nos ajudamos, a ideia é ficar livre e espalhar a nossa visão do mundo através da música e artes visuais, audiovisual, e principalmente investir na cultura para que outros jovens como nós não continuem morrendo no mundo do crime, nessa guerra da policia contra nós.

Submundo do Som - Esse álbum fala da periferia de Natal né mano? Conta como o racismo e a pobreza andam juntos e roubam os sonhos na quebrada. Como que você vê o Brasil de 2019, com o avanço do fascismo, o racismo cada vez mais descarado, na sua visão qual a saída?

Sávio Nobre - Pô mano, o racismo ele tá ai desde várias décadas, e nós da periferia somos os mais afetados pelo efeito dessa deficiência social impregnada na formação do pensamento das pessoas que olham mal para o próximo, simplesmente pelo tom de cor da sua pele. Eu sofri muito com isso, muitas experiências desse tipo me deixaram revoltado um certo tempo, a policia incrimina, a sociedade incrimina, falta educação pra o meu povo, oportunidades de emprego não existem consequentemente pela deficiência do ensino e conhecimento que eles não tem acesso, isso faz com que o crime empregue mais um, assim muitos passam a sustentar sua família com o dinheiro que ganha vendendo drogas, ou praticando outras atividades ilegais, muitos morrem, muitos vão preso, poucos conseguem sair e conseguir uma inclusão social antes de serem presos e voltam a levar uma vida normal. E com esse atual governo, as coisas só tendem a piorar nessa guerra e no falso combate do governo ao trafico de drogas, eles vão inventar leis para exterminar mais rapidamente o povo preto e pobre. Graças a Deus, meus manos e eu conseguimos enxergar outras possibilidades através da música e da arte e tamo aí tentando fazer com que outros jovens enxerguem isso também e criem seu próprio futuro e não sejam obrigados a viver essa loucura que chamam de policia contra bandido, mas nós sabemos quem são os verdadeiros bandidos.

Submundo do Som - E você crê que o Soul Vandal I conseguiu passar a mensagem que você queria? Se sim mano, que mensagem é essa?

Sávio Nobre - A mensagem do Sou Vandal I, é o retrato da vida de um jovem sabotado pelo governo que se envolveu com o crime para poder investir em algo que pudesse o tirar do crime, é uma parada bem pessoal e ao mesmo tempo uma parada que só quem já viveu o que eu vivi, ou só quem já sentiu o que eu senti é que vai se identificar e entender a mensagem que eu quis passar. 

Confira a mixtape Sou Vandal I

Submundo do Som - E depois desse disco, quais serão os próximos passos do Sávio Nobre?

Sávio Nobre - Então, mano, já estou produzindo o Soul Vandal II, alguns clipes estão para serem lançados, assim como singles da nova mixtape. Agora estou com meu próprio estúdio, produtora audiovisual e editora e vamos tentar chegar de vez no cenário nacional e produzir cada vez mais uma melhor qualidade e viver da nossa arte, viver do nosso sonho real e assim poder também contribuir através da arte para o crescimento de outras pessoas. Também temos projetos para desenvolvimento e fortalecimento da cultura na nossa cidade, que sofre muito na mão de produtores que as vezes recebem verba para investir e não fazem os devidos investimentos para que o cenário cresça mais e mais. 

Sou Vandal II

Submundo do Som - Da galera da cena de Natal o que você indica pra rapaziada poder conhecer um som novo?

Sávio Nobre - Um trampo que eu indico daqui da cidade pra galera de fora conhecer, é o dos manos da minha banca: Mano Edu, Quadrilha Da Rima, Cargo Chefe, Milto, Johnn, os manos que estão comigo nessa correria.

Submundo do Som - Mano, dos artistas ou eventos que não estão mais ativos na cena, quem você sente mais falta e porque?

Sávio Nobre - Da cena local de música, eu sinto falta de uns dubs que rolava sempre no bairro da Ribeira, no meio da Rua Memo, geral fechava a rua, sistema de paredão de som e muito dub rolando, de vez enquanto rolava uns freestyle, era massa. Isso aconteceu nos anos de 2007/08/09/10, depois parou, sinto falta desse movimento, pois era tipo um encontro, lá geral se trombava, rappers, pixadores, grafiteiros, era massa! 

Submundo do Som - Quais os sonhos que Sávio Nobre deseja realizar?

Sávio Nobre - Mano, o meu maior sonho, é criar uma Escola de Design Gráfico & Música, dentro desse sonho há um projeto que será um grupo de apoio para crianças e adolescentes envolvidos no crime, através da música, da arte e da educação iremos transformar esses jovens em grandes artistas, grandes profissionais, e poder proporcionar a eles uma visão diferente do mundo, enxergando também outras possibilidades de vida. 

O Nobre e crew, pelas ruas de Natal

Submundo do Som - Mestre, pra quem acompanha esse bate papo, que mensagem vocês deixam?

Sávio Nobre - Bom, pra toda rapaziada que acompanha a página, e toda rapaziada que acompanha O Nobre, quero agradecer por tudo e toda atenção que vocês dão ao trabalho, estou produzindo minha segunda mixtape e venho me surpreendendo com o avanço da qualidade e evolução do Sávio Nobre como artista e como profissional, também como pessoa e colaborador do crescimento da cena local.
 
Também gostaria de dizer a vocês que acreditem sempre em si, confiem em você, e se tens um sonho vai a luta com disciplina e foco que você alcançará todos os seus objetivos, nunca deixem de acreditar em vocês mesmos, porque no final tudo só vai depender de suas escolhas e seu trabalho para realizar e conquistar tudo que você deseja. 

Submundo do Som - Pra quem quiser acompanhar mais de perto o trabalho de Sávio Nobre, quais os canais de comunicação?

Sávio Nobre - Rapaziada, me procurem no instagram @youngnobre13 lá vocês poderão acompanhar na integra tudo sobre O Nobre e o processo de produção dessa segunda mixtape, tem o meu canal no YouTube, Sávio Nobre, que é onde vocês podem encontrar minha mixtape disponível e outros conteúdos a respeito do artista O Nobre. Também pode me procurar no Facebook, curtam minha pagina O Nobre e no twitter @youngnobre13.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Post Bottom Ad

Páginas