Atropelo traz um retrato do Brasil atual com o álbum Fundo do Poço - Submundo do Som

Breaking

Home Top Ad

Post Top Ad

sexta-feira, 10 de maio de 2019

Atropelo traz um retrato do Brasil atual com o álbum Fundo do Poço


Trazendo a união do peso dos instrumentais do metal e a contundência das letras punk, Atropelo nos mostra uma fotografia do Brasil através do álbum Fundo do Poço. As questões sociais, politicas e comportamentais da sociedade são postas em xeque ao som do crossover de periferia.

Lançado no dia 10 de maio de 2109, o EP Fundo do Poço, primeiro registro do Atropelo, do ABC Paulista, trás um panorama da realidade brasileira através da visão do subúrbio, o descaso da classe politica com situações básicas como o desemprego, saúde, educação e cultura, a manipulação das mídias e a acomodação da população que cada vez mais se torna passiva e conivente que os rumos do país.

Atropelo é o projeto de Eric Atropelo, multi-instrumentista responsável pelas linhas de baixo e riffs de guitarra, além de colocar voz nas músicas e assinar as composições. Fundo do Poço também contou com a colaboração do baterista Hilton Ramos, que somou com sua musicalidade para a concepção da obra.

O disco foi gravado no Haunted House, e produzido por Rhodz Costa, contém oito faixas, sendo uma “Intro” e o interlúdio “Vagabundo Remunerado”, além de um cover da banda brasiliense D.F.C. (Distrito Federal Caos), coma música “Religião”. As demais canções são uma viagem por uma nação falida e com inversão de valores e como Eric comenta:

Esse disco foi forjado dentro do meu trabalho, todas as letras foram escritas dentro do trabalho. A máquina rodando e vinha na mente às ideias, e eu ia lá e escrevia o que eu sinto a respeito das questões sociais, sobre as dificuldades da vida, a corrupção do governo, entendeu? A galera quando ouvir o som vai se identificar, por que 90% da população sente as mesmas coisas, têm dificuldades, têm dividas, acham que os governantes poderiam ajudar mais, tem também a questão do egoísmo do ser humano, umas pessoas atropeladas, outras não querem nem saber, não pensam no próximo, e tudo isso somado com o governo atrasando lado.

A capa do álbum remete a insatisfação da população pobre, que hora ou outra vai cobrar classe politica e mostrar que a periferia não está de brincadeira, e fará governantes sangrarem na corrupção que espalharam, e é assinada por Vinicius de Assis Nabuco Santos. O título do álbum, Eric Atropelo fala sobre seu significado:

Quero que as pessoas ouçam vejam como é sincero a parada, que é verdadeiro e que esse é o corre de todo mundo, a população passa por isso, estamos no Fundo do Poço, que é um nome pessimista, mas é o que retrata bem a situação do nosso país, que está uma bosta mesmo, com muita gente atropelando, muita corrupção, muita fraude, muita falsidade. Então é isso, Fundo do Poço”.

O álbum Fundo do Poço foi lançado pelo selo Submundo do Som, e teve a arte da capa feita por Vinicius de Assis Nabuco Santos, enquanto que a montagem da capa e os lyric vídeos foram feitos por Jeff Ferreira que assina a direção artística ao lado de Eric Atropelo.

Track List:

1 – Intro
2 – Fundo do Poço
3 – Mundo Cão
4 – Vagabundo Remunerado
5 – Crise
6 – Neurose
7 – Ruína
8 – Religião (Cover D.F.C.)


Ficha Técnica:

Álbum: Fundo do Poço
Artista: Atropelo
Voz: Eric Atropelo
Guitarra: Eric Atropelo
Baixo: Eric Atropelo
Bateria: HIlton Ramos
Gravação: Hounted House
Produção: Rhodz Costa
Produção Executiva: Atropelo
Mixagem e masterização: Rhodz Costa / Hounted House
Arte da Capa: Vinicius de Assis Nabuco Santos
Montagem da Capa: Jeff Ferreira
Direção Artística: Eric Atropelo e Jeff Ferreira
Lyric Vídeos: Jeff Ferreira
Distribuição: Freshtunes
Lançamento: Submundo do Som

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Post Bottom Ad

Páginas