Lançamento do bumerangue Inquérito rechaça a Miséria 2.0 - Submundo do Som

Breaking

Home Top Ad

Post Top Ad

domingo, 19 de maio de 2019

Lançamento do bumerangue Inquérito rechaça a Miséria 2.0



Miséria 2.0” é o novo trabalho do Inquérito, que no dia 17/05 ganhou as plataformas digitais junto com brilhante e empolgante vídeo clipe que conduz a essência da música. O lançamento é parte do projeto “Bumerangue”, em comemoração dos 20 anos de estrada e compromisso do grupo.

A primeira obra dessa idealização foi a canção “C Consegue 2.0”, em que Renan trouxe a estética do trap, já em “Miséria 2.0” a concepção artística utilizada é a do new metal, integrando o groove e os riffs do rock n’ roll ao hip hop, com os passos de break e o “flow Inquérito”, característico por roubar a cena no rap nacional.

A produção musical é do DJ Duh, que de longa data assina as produções do Inquérito, e nessa empreitada foi responsável pela criação e ambientação do beat envolvente, e teve feeling para transmitir a atmosfera de conexão, seja pela miséria e mazelas que une o mundo, como aponta a letra, ou de estilos como mostra o genial clipe dirigido e concebido pela produtora Vras77.


O Projeto “Bumerangue” consiste em trazer releituras de músicas do Inquérito lançadas ao longo desses 20 anos de caminhada, originalmente “Miséria” foi apresentada em 2010, no álbum Mudança. Nessa repaginada o tema ganha inserções na letra e backing vocal com o soul e alma de Pop Black, com ênfase para um novo refrão cantado pelo talentosíssimo Jota Ghetto, traduzindo o Brasil atual em versos que literalmente falam de uma Miséria 2.0, online e digital, onde as pessoas são carentes da veracidade de fatos: “fake vira fonte!”.

O clipe tem como destaque os vocais moshpit de Renan e de J. Ghetto, com visual punk, abraçando a temática rock e também traz o grande baterista Léo de Oliveira, orquestrando chimbal, bumbo e caixa, enquanto que o b.boy Negão, da MOS Crew, mostra a força do breaking em performances de tirar ao folego, numa verdadeira jam session das culturas de protesto, unidas para mostrar a cara e falar da miséria intelectual e material que assolam o mundo.

O jogo de luz e sombras do clipe somados ao peso do instrumental e contundência da letra, ajudam a passar a melancolia que a humanidade atravessa na contemporaneidade e reforça uma das funções primárias do rap, que além de entreter tem o compromisso com a denúncia e a insatisfação com a classe política que opera na manutenção dessa Miséria 2.0. Inquérito lançou um bumerangue no passado e o pegou de volta no presente, nos presenteando com uma versão 2.0 de músicas marcantes, afinal são 20 primaveras marcadas por um estilo único de fazer acontecer.

Escolha a plataforma digital de sua preferência e mande um “stage diving” de cabeça e em volume máximo, sem miséria, no som do Inquérito! É resistência sonora e artística contra todos os tipos de infortúnios de uma “Miséria 2.0”.

No YouTube:

No Spotify:

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Post Bottom Ad

Páginas