Selo Alemão Lança Coletânea "Fuck Bolsonaro" - Submundo do Som

Breaking

Home Top Ad

Post Top Ad

terça-feira, 19 de novembro de 2019

Selo Alemão Lança Coletânea "Fuck Bolsonaro"


O selo alemão Break the Silence lançou a primeira edição do BREAK THE SILENCE FANZINE #1, com 84 páginas de matérias e entrevistas, e projeto vem acompanhando de uma da demo tape, 100% DIY, "Fuck Bolsonaro" que reúne diversas bandas do punk rock/hardcore brasileiro, participaram:


A1 Cólera Pela Paz
A2 Lobotomia Por Que Estamos Morrendo?
A3 Flicts Briga De Bar
A4 Gangrena Gasossa Headbangers Voice
A5 Olho Seco Olho De Gato
A6 Kob 82 Revolta
A7 Questions Cheap Talk
A8 Lixomania Zé Ninguém
A9 Ratos De Porão Nationalist Farce
A10 Zumbies do Espaco Caçador
A11 Inocentes Morte Nuclear
A12 Tuna Quero Ficar No
A13 Restos De Nada Classe Dominante
A14 Social Chaos Barbárie
A15 Ratas Rabiosas Não Desista!
A16 Possuído Pelo Cão Possessed To Circle Pit
A17 Ódio Social Som Da Alienação
A18 Ação Direta Nunca Mais
A19 Maldita Ambecao Capitalismo Mal Incuraval
A20 Blind Pigs Conformismo e Resistência
A21 Discarga Agora
A22 D.F.C. Venom
B1 Periferia S.A. Tingua
B2 Cólera Marcha
B3 Luta Armada Pogo Punx Unite
B4 Agrotóxico Insanidade Incondicional
B5 Cruel Face Vanity Shit
B6 F.D.S. Pesadelos
B7 Kaos 64 Heros
B8 Mollotov Attack Sempre em Frente
B9 Olho Seco Nada
B10 D.Z.K. Você Não Tem Chance
B11 Ratos De Porão Pobreza
B12 Inocentes Rotina
B13 Protesto Suburbano Seu Espirito Está Livre
B14 Desastre Perigo Iminente
B15 Garotos Podres Anarquia
B16 Dead Fish Obsoleto
B17 Ação Direta A Vida Sem A Arte
B18 Bandanos Fato Ou Mentira
B19 Armagedom Sua Ruina
B20 Fogo Cruzado Tercfira Guerra
B21 Atroz Prele Sanguinaria
B22 Asfixia Social Marcha Dos Sem Nada
B23 Terror Revolucionário Carna Da Pobreza

Ballo, responsável pelo selo, conta para o Submundo do Som que a ideia da compilação foi pela indignação ao ver o fascista do Bolsonaro eleito: "Eu tenho muitos amigos na cena punk Scene do Brasil, lancei muitas bandas brasileiras pela gravadora Break the Silence, aqui da Alemanha, bandas como Ódio Social, Agrotoxico, Flicts, Armagedom, Social Chaos... Fiz turnê no Brasil com minhas bandas Rasta Knast e Killbite!", Ballo completa falando sobre sua motivação ao organizar a coletânea: "Eu amo a cena brasileira do punk e HC, quero apoiar o antifascismo no Brasil, essa é a minha intenção!"

Para aqueles que querem adiquir o K7, colado manualmente sem layout feito em computador, pode encomendar direto com o selo (aqui), pelo valor de 5 €.



5 comentários:

  1. Um monte de zé mané com o bumbum sedento de gula.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Quem admira macho fascista não somos nós. Kkkkkkk

      Excluir
    2. Todo defensor de Bolsonaro tem o rabo mais sedento que qualquer gay do mundo.
      O gay pelo menos busca prazer. Vcs buscam só se enrabados mesmo, sem pontos positivos.
      Logo acabam pendurados de cabeça pra baixo em praça pública como o mestre maior de vocês

      Excluir
  2. É bom ver isso, essa coletânea porque aqui no Brasil há várias bandas que só tem discurso mas sobre a cena atual o que tem mostrado é que são bandas retrógradas que não adiantaram no processo. Bandas que não se posicionam, vendem aquele velho discurso do ''apolítico'', MAS COMO SER APOLÍTICO DIANTE DA CENA ATUAL???? Na real muitas destas bandas, inclusive as mais antigas que ainda tocama por aew mas não constam nesta coletânea e nem em seus shows tem feito algum discurso contra o monstro fascistas que já reinstala no poder.. claro que muitas bandas estão divididas entre eleitores do bolsonaro e eleitores da esquerda e tem banda que não toca por isso, mas tmbm tem aquelas que não defendem mais nenhuma posição porque estão vendidos á rótulos e marcas que lhes patrocinam...tem banda vendida ás casas de cultura que deixaram de se manifestar pois sabem que perdem a moral com a casa e com o sistema atual de ancoragem de bandas, há bandas veteranas independentes, que não dependem de ninguém mas que tmbm tem seus dogmas antiquados e tmbm estão na posição de mudos, não se manifestam ou qdo se manifestam jogam todo o debate contra o sistema mas como tem aquela ideologia de não aceitarem lideres vão pro lado da ideia utópica do anarquismo, e tem até punk que se acham mesmo anarquista, porém não são mais que meros consumidores comuns com seus dogmas passados e retrógrados....É preciso acordar essa galera e ensinar lhes a pensar, crescerem...

    ResponderExcluir

Post Bottom Ad

Páginas