Resenha de Discos

[Resenha de Disco][bsummary]

Se Liga!

[Que Loko][bigposts]

Internacional

[Internacional][twocolumns]

Relembre a coletânea SP Punk Vol 1


Lançado em 1996 pelo selo Desculpe Aturá-los! Records, a coletânea SP Punk vol 1 reuniu 13 bandas em álbum de 26 faixas com o melhor da cena do punk rock paulistano e do ABC paulista. O disco foi mixado no Altenose studio e prensado pela Sonopress.

A banda Invasores De Cérebros abre o projeto com as faixas "São Paulo" e "Realidade", seguidos pela Rrraict Tuff!!! com "Nos Bares Paulistanos" e "Mundo Insano", RDH, O Retratos da Humanidade está nas faixas "Desemprego" e "Em Nome de Jeová" e depois a banda Indigesto com as músicas "Junky Spider" e "Vítimas Do Ódio".

As músicas nove e oito são do Kolapso 77 com "Quem Sou?" e "Ameba", o Calibre 12 cola com nas faixas "Vítimas Da Podridão" e "Exploração Universal" e os manos do Desobediência Civil com "Contradição" e "Abuso de Poder". O lendário DZK está nas faixas "Onde Nós Estamos" e "Restos de Guerra", Deserdados apresentam "Punk Até Morrer" e "Eu Não Quero Mais", seguidos do Aves de Rapina com "Como Eles São Maus" e "Mandaqui".

Indo para o final da obra, as minas do Menstruação Anárkika vêm pesadas com "Punk Até Morrer" e "Policiais Cheios De Culpa", Filhos Da Desordem dão sequência com a homônima "Filhos da Desordem" e o som "Brutalidade Policial". E fechando temos os trabalhos do Colisão Social com "O Punk Não Morreu" e encerra com faixa que leva o mesmo titulo da música que abriu a coletânea: "São Paulo".

SP Punk marcou época e teve continuação com os volumes 2 e 3, e teve como objetivo resgatar a verve inquietante do movimento punk paulistano e do ABC, trazendo grandes bandas dos anos 90, e fomentando a cena injetando um novo animo na cultura. 

Confira o álbum no YouTube:


Nenhum comentário:

Postar um comentário