Resenha de Discos

[Resenha de Disco][bsummary]

Se Liga!

[Que Loko][bigposts]

Internacional

[Internacional][twocolumns]

ENTREVISTA | Papo com Pillelo C., letrista do último lançamento do BAS-FOND (Não Há Racismo?)

 

Pillelo C, letrista e intérprete de "Não Há Racismo?"

Recentemente trouxemos aqui no Submundo do Som o lançamento de "Cold Summer", mais do que dar luz a um single, o produtor brasileiro BAS-FOND deu vida a um movimento, ao "new trip hop", como batizou o radialista fluminense André Buda. A inserção de boas músicas no seio de nossa cultura não parou fazendo com que em "2020" o underground celebrasse o surgimento de uma "Entity"!


Parece exagero? Talvez porque ainda não ouviu nem assistiu as músicas e lyrics do projeto. Se na primeira investida a nova empreitada teve o vocal da Nova, novamente Bas-Fond trouxe presença internacional em sua obra. A francesa deu seu charme em "Cold Summer", agora foi a vez do projeto estadunidense Dream Revision mostrar sua voz em "Entity", precedido de "2020", com vocal em inglês do brasileiro Pete Six.


"2020" é a mais daçante, enquanto que "Entity" é mais sombria. Os lyrics vídeos, disponíveis no canal do produtor (clique aqui), trazem essas auras paras as músicas. E ajudam a transmitir a atmosfera que o som emite. BAS-FOND segue produzindo e lançando, realizando conexões e possibilitando sonhos, além de passar importantes mensagens à sociedade, como em "Não Há Racismo?", o último lançamento, no final de outro. O título por si já nos entrega o conteúdo da letra, primeira em português do projeto, e para falar melhor sobre o tema, trocamos uma ideia com o letrista e intérprete, Pillelo C, confira:


Submundo do Som - Salve mano, primeiramente obrigado pela preza de participar desse bate papo com o Submundo do Som. Por favor se apresente, quem é o Pillelo C.?

Pillelo C. - Prazer, meu nome é Cornélio Costa. Pillelo C. é meu vulgo dado em homenagem ao meu pai Admilson Costa que me deu esse apelido na infância. Moro na periferia de Piraquara, região metropolitana de Curitiba, sou uma cara humilde e honesto como muitos aqui e que não aguenta mais ver as injustiças e crimes cometidos nesse país racista e preconceituoso. A música foi o caminho que encontrei pra desabafar o que sinto em relação a tudo que me cerca, de bom e ruim.


Submundo do Som - Você participa da recém lançada “Não Há Racismo?”, uma música do projeto Bas-Fond. Como foi trabalhar com o produtor que trouxe uma sonoridade fora do convencional e como que rolou a conexão para o som?

Pillelo C. -  Participo sim e estou muito feliz com o resultado do projeto. Trabalhar com o Mario Sergio foi tranquilo, um mano cabeça, humilde e que me deu todo o suporte necessário, dando aquelas dicas cruciais nas horas certas. Nós temos um amigo em comum o artista Eddie Oliveira, que foi meu professor de artes na época de escola, ele me apresentou o Mario há alguns anos atrás pelas redes sociais. A conexão do som especificamente foi uma postagem no Facebook em que o Mario solicitava um cantor de reggae, dub, reggaeton para cantar uma faixa do projeto, logo chamei ele e fluiu.

Submundo do Som - A música “Não Há Racismo?” infelizmente é atual e traz acontecimentos tristes e que são cada vez mais comuns no Brasil e no mundo. Como foi musicar todo esse sentimento de revolta? Transformar em poesia esse momento áspero da história que vivemos?

Pillelo C. -  Mano foi muito foda (desculpe o termo), eu acredito que quem já sofreu na pele  discriminação em qualquer âmbito social, seja por racismo, homofobia, misoginia e etc, como eu sofri várias vezes, guarda muita coisa dentro de si, eu tenho algumas músicas sobre o mesmo tema e é uma ferida que não cura, ela até ameniza mas não cura. A música sempre foi o meu remédio, eu fui apenas soltando o que tava entalado, ai escrevi várias coisas e fui juntando, lembrando de notícias que aconteceram, dando uma pesquisada pra tentar não expor muito e não ofender os familiares dos casos citados no som, eu mudei a letra várias vezes nesse processo.  

Submundo do Som -Pra fechar mano, quais são seus planos para o futuro? Quais os próximos lançamentos? E para quem quiser te conhecer melhor, trocar uma ideia, quais os seus canais de comunicação?

Pillelo C. -  Meus planos pro futuro e continuar sobrevivendo, lutando pela arte, pelos meus sonhos e por minha família, sempre passando a visão certa do que acredito ser o correto, para todos que possam e queiram ouvir. Tenho alguns projetos em que estou trabalhando na área do Sound System, alguns Riddims e Dub Plates (Reggae) sendo produzidos, e também alguns raps, estou regravando também faixas antigas de Raps que fiz quando comecei a produzir em 2012. Para quem tiver interesse em conhecer meu trabalho me siga no Youtube e Sound Cloud tem bastante coisa lá. Segue os links:

https://soundcloud.app.goo.gl/67TN
https://www.youtube.com/c/PilleloCosta


Ou nas redes sociais:
Twitter - @Pillelo_C
Instagram - @pillelocosta
Facebook - Pillelo Costa Pagina do Facebook - Pillelo C. & Take it Easy

Confira o Lyric Video da canção "Não Há Racismo" de Bas-Fond feat Pillelo C.:

Nenhum comentário:

Postar um comentário