Acontece

[Acontece][bsummary]

Resenha de Discos

[Resenha de Disco][bsummary]

Se Liga!

[Que Loko][bigposts]

Internacional

[Internacional][twocolumns]

Entrevista 2:22 | "A questão é tentar trazer a mesma qualidade ou melhor ainda, desde a batida até as letras"

 

O Submundo do Som bateu um papo com a dupla Diego Amani e AuraSoul que juntos formam o 2:22, representantes do R&B no Brasil, o duo falou de seu inicio, da cena música do país, dos sonhos e do álbum recém lançado, o 15º C. Confere aí que tá bem massa:

Submundo do Som - Primeiramente muito obrigado pela disposição de trocarem essa ideia com o Submundo do Som, e começo pedindo para se apresentarem, quem é o 2:22 e qual a trajetória de vocês até aqui?

 

2:22 - Nós que agradecemos o salve. Somos o 2:22, um duo formado por Diego Amani e AuraSoul. Nos conhecemos na escola, no terceiro ano, de lá para cá nos aproximamos por morar no mesmo bairro, sempre fizemos música juntos e criamos um coletivo chamado Mecca Records. Depois disso, muita água rolou, mas continuamos na mesma intensidade, evoluindo musicalmente e tendo uma estética muito parecida, sendo assim, decidimos criar o 2:22, com essa musicalidade mais voltada ao R&B sem perder nossa essência do rap.

 

Submundo do Som - E comente um pouco como que foi a virada de chave para o R&B, o que levou a priorizarem esse estilo?

 

2:22 - Foi bem natural, nós dois sempre escutamos bastante e com o tempo isso foi acontecendo nas nossas músicas mesmo antes do 2:22. A gente tinha mais facilidade com melodia e acabava sempre estando no refrão ou fazendo uma forma mais cantada mesmo em beats de rap pesado, rs.

Depois entendemos que esse era o caminho e estamos nessa agora.

 

Submundo do Som - E como que vocês vêm a cena do R&B no Brasil? E em relação aos artistas, produtores e público?

 

2:22 - O R&B tem crescido aqui, tem alguns artistas que inspiram bastante a gente, podemos citar a Drik Barbosa, Jean Tassy, Yoún, entre outros. O público vem aceitando bastante porque na real sempre escutou muito isso, só que lá de fora. A questão é tentar trazer a mesma qualidade ou melhor ainda, desde a batida até as letras, é o que tentamos fazer.

 

Submundo do Som - Recentemente foi lançado o EP 15°C, comenta um pouco sobre esse álbum, como foi a produção, lançamento e a repercussão do trabalho?

 

2:22 - Claro. Então, esse EP é bem especial pra nós, reunimos as músicas que fizemos todo o processo: produção, composição e captação de voz. São músicas que começaram a ser escritas em 2018 e quando entramos no selo Kanda Ent. tivemos a possibilidade de finalizar da melhor forma. Ficamos bem felizes com a forma que o pessoal recebeu o trabalho, tem sido bem legal.

 

Submundo do Som - Após o lançamento do EP 15°C, quais serão os próximos passos do grupo? Quais os planos para o futuro?

 

2:22 - Depois desse EP temos vários trabalhos com a Kanda Ent., nosso selo. Temos um álbum finalizado com eles que está em processo de mix e master. Nele participamos da maioria das músicas cantando e produzindo. Haverá participações incríveis como Rincon Sapiência, Rashid, Rael, entre outros.

 

Submundo do Som - Nessa caminhada pela música, quais os sonhos que vocês ainda desejam realizar?

 

2:22 - Nosso sonho principal é ser reconhecido pelo nosso trabalho, expandi-lo, fazer nossa sensação chegar em mais pessoas e consequentemente viver bem, apenas com nossa música.

 

Submundo do Som - Para fechar, qual a mensagem que o 2:22 deixa para a galera que acompanhou nosso bate papo?

 

2:22 - É necessário acreditar em si, no seu potencial mesmo nos dias mais difíceis, buscar se entender, se autoconhecer para melhorar todo o resto.

 

Submundo do Som - E para quem quiser acompanhar mais de perto o trabalho da dupla, quais os canais de comunicação?

 

2:22 - Nosso instagram @2.22music é nosso principal meio de comunicação. Sigam a gente e se inscrevem no nosso canal do YouTube também, só pesquisar 2:22 Music. Agradecemos imensamente pela oportunidade.

Nenhum comentário:

Postar um comentário