Acontece

[Acontece][bsummary]

Resenha de Discos

[Resenha de Disco][bsummary]

Se Liga!

[Que Loko][bigposts]

Internacional

[Internacional][twocolumns]

Entrevista | Banda Bong Brigade e o irreverente punk rock antifa de Campinas

Bong Brigade: Foto Divulgação

Salve! O Submundo do Som trocou uma ideia com a banda campineira Bong Brigade, formada por músicos de grandes bandas do interior paulista, como Drakula, Muzzarelas, Derrota, All Jokers, Porrada Solicitada, Labattaria, Lunettes ou a Rdiare, com letras irreverentes e sempre antifas e contra qualquer forma de opressão no melhor estilo punk rock rápido e direto. A banda fala da sua caminhada, do álbum Fuck Armaggedom This Is... Bong Brigade e de sua participação na Mutante Live no dia 03/07/21, se liga aí:


Submundo do Som -  Primeiramente muito obrigado pela preza de bater essa papo com o Submundo do Som, e por favor, se apresentem para nós, quem é a banda Bong Brigade?

Bong Brigade - OI, nós somos ExTxE - vocal, Marcinho Banda show - guitarra, T. Perez - Guitarra, V. Perez - Baixo e Marcel Lobizomi - Bateria e tem o Artie que grava a gente e é o nosso sexto Bong Brigadista

Submundo do Som -  As letras, irreverentes e cômicas, falam do cotidiano da banda e até alguns casos reais né? Comente um poco cobre as composições.

Bong Brigade - Algumas letras têm esse tom meio zuado porque são baseadas em algumas situações reais que acabaram virando piadas internas como “Joga o Gordo no Corguinho" que conta a história de uma surra que um amigo meu levou lá nos anos 80 quando tentaram jogar ele num córrego cheio de merda. Mas os temas acabam sendo bem variados, temos homenagens a nossos amigos que se foram, a todo mundo que não se enquadra em padrões de merda impostos por uma sociedade hipócrita e toda cagada, músicas que falam da nossa cidade (tanto os aspectos positivos quanto negativos) e por aí vai. E tem as músicas novas também, algumas dedicadas ao vilipendio e ao escarnio de um certo desastre presidencial que estamos presenciando.

Submundo do Som -  Esse é um projeto que envolve músicos de diversas bandas da cena do interior, mas falando do Muzzarelas e Drakula, quais as diferenças e semelhanças para o Bong Brigade?

Bong Brigade - As composições do Bong Brigade têm mais ênfase na parte melodia e nos refrões, por isso acabam se aproximando mais do estilo de composição que eu tinha nos Muzzarelas, o Drakula já é uma parada mais rítmica do que melódica.

Submundo do Som -  Mano qual a inspiração para a letra de “No Beer For Nazi Scum”?

Bong Brigade - Li algo sobre os habitantes de uma cidade pequena na Alemanha que ao saberem que haveria um encontro de partidários da extrema direita racista nos arredores da cidade, então o que fizeram foi comprar toda a cerveja disponível nas redondezas e deixar os nazi de bico seco. Na verdade, nunca soube se a história realmente aconteceu, mas de qualquer maneira é um bom argumento para uma canção, nazistas e similares tem mais é que ficar de bico seco mesmo. A ideia do nome da música veio também do comentário que uma amiga minha que é alemã fez sobre a história.

Submundo do Som -  O álbum “Fuck Armaggedom This Is... Bong Brigade” está na rua, comenta um pouco sobre a produção desse disco. Também foi disponibilizado as primeiras músicas do Bong Brigade, digamos que as versões demo em voz e violão, no álbum “Cozinha Hippie Sessions”, como foi a ideia de dar acesso aos fãs a versão mais crua da banda?

Bong Brigade - Esse álbum foi praticamente gravado ao vivo, num domingo de carnaval um pouco antes da pandemia, foi produzido por mim e pelo Artie. Optamos por gravar tudo de uma maneira bem crua, como se fazia antigamente, nos discos que amamos tanto. Não tem nenhuma voz afinada no autotune, nehuma edição digital, fizemos tudo como não se manda o figurino imposto pela polícia do bom gosto que anda assombrando o mundo das produções nos últimos tempos. Fizemos dessa maneira porque acreditamos que era o que combinaria melhor com o tipo de música que fazemos e gostamos.


Submundo do Som -  O Brasil vive um caos político e social com esse governo de merda, e qual o papel da arte, principalmente da música, para combater esse fascismo  que cresce?

Bong Brigade - A música e a arte em geral quando feitas de coração não são apenas produtos na prateleira ou adereços a mais para a balada como os homens de negócio querem, são veículos poderosos para se carregar uma mensagem, digo isso tranquilamente, minha vida tomou um outro rumo por causa do punk rock, me levou a caminhos que até então eu nem imaginava que existissem, até então eu queria ser milico por influência do meu pai, hahahahaha, fui salvo pelos Sex Pistols e pelo Cólera. Apesar de algumas infelizes exceções o meio da arte ainda é um dos poucos lugares aonde o pensamento retrógrado e fascista não é preponderante, acaba sendo um terreno aonde os fascistas e autoritários não tem muita voz, e isso os preocupam. A música é e sempre será um instrumento de união e transformação, acerta em cheio o emocional das pessoas, música é algo que se sente antes de se entender. Em diversos momentos da história sempre acompanhou mudanças sociais e comportamentais, e não tem por que ser diferente disso nesse momento, por isso cantem comigo... “bostonazis, bostonazis, bostonazis fuck off!!!!!”

Submundo do Som -  Qual a expectativa para a apresentação na Mutante Live? Rola um spoiler?

Bong Brigade - A expectativa é de muita diversão, principalmente por acontecer ao mesmo tempo aos diversos protestos que ocorrerão pelo país contra esse desastre de administração federal que temos hoje, tem coisa melhor que fazer um som com os amigos e xingar o bostonaro ao mesmo tempo e ao vivo? Mas vamos sair dessa, da pandermia desse presidente fascistóide e dessas porras todas, somos mais fortes que tudo isso.

O spoiler é que tocaremos 4 canções inéditas que estarão num segundo álbum, são elas " O Mundo É Um Lugar Melhor Sem Você" , “Palmito De Merda”, "You Can´T Buy Rock N' Roll" e "Autolanche Campeão".


Submundo do Som -   E pra quem quiser acompanhar mais de perto o trabalho do Bong Brigade como faz? Quais os canais de comunicação?

Bong Brigade - Temos nossas páginas no Instagram @bong.brigade e no Facebook #bongbrigade, o nosso disco tem em todas as plataformas digitais além de uma edição em fita cassete. Acredito que em breve será lançada uma versão em CD também.

Ouça o álbum Fuck Armaggedom This Is... Bong Brigade:

Nenhum comentário:

Postar um comentário