Acontece

[Acontece][bsummary]

Resenha de Discos

[Resenha de Disco][bsummary]

Se Liga!

[Que Loko][bigposts]

Internacional

[Internacional][twocolumns]

LAGOSTAS INFLAMÁVIES | Lançamento de Eu Não Consigo Mais Parar


O rock campineiro segue povoando a música alternativa com ótimas canções. Agora é a vez dos manos do Padre Anchieta, o Lagostas Inflamáveis, que prepara uma disco em duas partes, o Eu Não Consigo Mais Parar que ganha o mundo nesse primeiro dia de setembro.

A banda nasceu em 2012, em Campinas, e é formada Newton Liberato, na guitarra e voz, Baloncio, no baixo e voz e Bileo, na bateria. A banda apresenta influências do punk, garage, indie e tem a sonoridade crua do rock alternativo com riffs viciantes.


O Lagostas tem uma história da hora e que envolve o disco a ser lançado, os caras haviam dado uma pausa “devido a outros projetos e questões pessoais dos três envolvidos”, com isso deixaram um álbum na gaveta. No final de 2019, após se acertarem, resolveram inflamar novamente a cena e finalizar o disco, porém surgiu algo mundialmente conhecido como pandemia do Covid-19 (e no Brasil conhecido como gripezinha), fazendo com que os manos reduzissem a velocidade do projeto.


Porém a chama permaneceu acessa e no melhor estilo “vamo que vamo” seguiram como puderam com o Eu Não Consigo Mais Parar, que tem um total de 15 faixas, um número grande de músicas, na concepção dos Lagostas, o que fez com que o álbum fosse lançado em duas partes: em 01.09 sai a primeira, com as faixas abaixo, e uma semana depois vamos ver e ouvir a segunda parte e conclusão desse projeto.

 

Eu Não Consigo Mais Parar – Parte I:

1 - Antes do Sol

2 - Mamãe Ama Açúcar

3 - Urina (feat. Pedro Lizardo & Artie Oliveira)

4 - Listras (Feat. João Paulo Furukawa)

5 - Odes Surreais

6 - Uma Profissional (Feat. Du Rompa)

7 - Rádio Cirrose

 

Um pouco mais sobre o Lagostas Inflamáveis

A banda começou a fazer apresentações pela região, tocando em eventos e festivais da cena independente da Região. Em 2013 gravaram um EP com três músicas e mais três em 2015 que formaram um álbum autointitulado lançado naquele ano.

Em 2016, enquanto tocava ativamente a banda começou a gravar um segundo álbum ainda nos primórdios do Paralelo Studio. Fizeram uma pausa em 2017 devido a outros projetos e questões pessoais dos três envolvidos, deixando gravadas guias, diversas faixas instrumentais e arranjos do novo álbum.              

No final de 2019 quando encontraram mais tempo, os três membros fixos decidiram concluir o álbum engavetado, retomando as gravações, desta vez com mais experiência e bagagem musical. Devido a pandemia de Covid 19, as coisas se tornaram um pouco mais lentas, mas ao longo de 2020 foram feitas algumas dezenas de sessões de gravações que aos poucos refinaram e modificaram os esqueletos do projeto, mantendo a estrutura, porém com uma maior riqueza de arranjos e experimentalismos, consequente sobretudo da evolução musical dos envolvidos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário